quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Calero de Tróia

Quanto mais vejo o caso Calero, menos acredito que o que parece, é. Algumas questões:
 
1- Ao assumir o MinC, Calero, fez vários esforços para barrar a CPI da Lei Rouanet ( tem muitos amigos entre os artistas, após ter sido Secretário de Cultura, no Rio ) tendo sido  questionado na imprensa por esta atitude, agora, mudou de conduta e tom em relação ao bem público. 
 
2-O mais grave, no entanto, como escrevi no mesmo dia da demissão, foi que, Calero, disse que " uns amigos na PF" o aconselharam a gravar as conversas. Há algo de muito errado quando um servidor da PF, um orgão da estrutura do Estado,  estimula um Ministro a gravar o Presidente da República clandestinamente. Ou Calero desmente que foi a PF, ou coloca a PF em maus lençóis e precisamos saber quem foi.

Estudantes que ocupam a Uefs têm nova reunião de negociação com reitoria nesta quinta

           As negociações da Administração Central da Uefs com o movimento estudantil alcançam momento importante, segundo avaliação da Gestão. A Reitoria entregou, na manhã da segunda (28), um documento contendo respostas para cada um dos 38 pontos da pauta de reivindicações em discussão. O movimento de ocupação solicitou um prazo para analisar o documento e foi agendada uma reunião de negociação para a próxima quinta (01), às 9h.
A ocupação da Reitoria e a greve estudantil já duram vinte e nove dias, em função do movimento de estudantes ter posição contrária à PEC 55, que congela as despesas públicas por vinte anos, contra o Projeto Escola sem Partido e contra a Reforma do Ensino Médio, além de reivindicações na esfera interna da Uefs.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

É verdade que vinagre de cidra de maçã faz bem à saúde?



O vinagre de cidra de maçã vem sendo usado na medicina popular há séculos. Mas será que ele realmente faz bem à saúde?

O médico Michael Mosley, apresentador do programa da BBC Trust Me, I'm a Doctor, decidiu tirar a limpo essa história. O método de fabricação do vinagre de cidra é simples: mistura-se maçã picada com água e açúcar. Depois, os ingredientes são deixados fermentando, o que resulta na formação de ácido acético.

Por que é tão difícil manter contato visual durante uma conversa?



Contato visual pode te fazer parecer mais confiável ou até apaixonante, mas dá um certo trabalho para o seu cérebro.
Segundo um novo estudo desenvolvido na Universidade de Kyoto, conversar quando você está olhando nos olhos de outra pessoa é difícil porque o cérebro fica sobrecarregado pelo olhar e tem dificuldade de pensar nas palavras certas.
Para o experimento, os pesquisadores recrutaram 26 voluntários para um jogo de palavras. Eles precisavam adivinhar um verbo associado a uma palavra dada pelos cientistas – faca, por exemplo, teria que ser ligada ao verbo cortar.

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Uefs é recredenciada por mais oito anos



Foi publicado no Diário Oficial do Estado deste sábado (26), o Decreto de nº 17.228, referente ao recredenciamento da Universidade Estadual de Feira de Santana por mais oito anos. O Pleno do Conselho Estadual de Educação (CEE) aprovou o recredenciamento da Uefs, referendando o compromisso da Universidade com a qualidade do ensino, pesquisa e extensão.

A decisão favorável foi tomada com base na análise de documentos, entrevistas com docentes, discentes, técnicos administrativos, pró-reitores, diretores de departamento, coordenadores de colegiado. A análise das instalações físicas, laboratórios, acervo bibliográfico e de atividades acadêmicas e administrativas em andamento no Campus Universitário, também fizeram parte da avaliação.

Brasileiro é único latino-americano em lista de melhores jovens inovadores do mundo de universidade americana



Em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), existem 360 milhões de pessoas que sofrem algum tipo de problema auditivo.

São 360 milhões de pessoas que todos os dias têm de enfrentar a dificuldade de se comunicar para sobreviver. Não só para ouvir, mas também para falar. E 10 milhões delas vivem no Brasil, onde 70% têm dificuldade em entender o português.

domingo, 27 de novembro de 2016

Evitar sabonetes perfumados e preferir lingerie branca: os conselhos para a higiene íntima feminina

A região genital feminina é uma parte do corpo onde a pele é tão delicada como a do rosto. E se esta região não receber os cuidados adequados, poderá desenvolver infecções difíceis de tratar.
Apesar de tanta fragilidade, muitas mulheres jamais receberam esta informação fundamental: como realizar a higiene íntima. "As infecções na região genital e todos os problemas na vulva - irritação, coceira - são muito frequentes e difíceis de tratar", explicou à BBC Mundo, serviço em espanhol da BBC, a ginecologista Natalia Pérez.

sábado, 26 de novembro de 2016

Fidel, a morte, e cinco viagens a ilha



Morre, aos 90 anos, Fidel, líder revolucionário que se converteu em ditador cubano, ao  escravizar  e encarcerar  a ilha para servir aos seus desígnios. Escapou de mais de 600 atentados -dizem- , quase colocou o mundo diante da hecatombe nuclear, na crise dos mísseis; usou o dinheiro do povo e a vida de cubanos para tentar impor sua revolução socialista em muitos países, ceifando milhares de vida. Para sobreviver, pois não se auto sustentava, parasitou a URSS, Venezuela, e, por fim, o Brasil.

Não se pode negar-lhe o imenso carisma, a capacidade de compor um imaginário revolucionário,  e o fato que colocou uma ilha sem maiores poderes na história mundial, dando-lhe uma dimensão que jamais teria. De certo modo, venceu os EUA ao não ser derrotado e sobreviver .

Laranja é o alimento com maior risco de contaminação por agrotóxico, diz Anvisa

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou nesta sexta-feira eo rlatório do Programa de Análises de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA), que conclui que quase 99% das amostras dos alimentos analisados estão livres de resíduos de agrotóxicos que apresentam “risco agudo” para a saúde. O risco agudo está relacionado às intoxicações que podem ocorrer dentro de um período de 24 horas após o consumo do alimento que contenha resíduos.

Parece que eles não notaram que o tempo da arrogância e do “trator” está acabando no Brasil

Nem de longe terei a pretensão – até porque estaria contrariando a minha modesta opinião neste comentário – de ser o único a pensar ou dizer alto e bom som: “Eu não disse?”, em relação ao “affair” Geddel Vieira Lima. Nos primeiros momentos da denúncia do ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, senti logo no ar que o desfecho seria o que se viu ontem, ou seja, a saída de Geddel.
E por quê? Bem, minha dedução baseia-se em duas situações claramente antagônicas que a sociedade brasileira vive hoje e que a velharia (no sentido mental e ético) da política nacional não percebeu ou finge que não notou: de um lado, uma população ávida por se ver livre da corrupção e da política arrogante do “trator”, do “faço e aconteceu e não dá nada” etc. Do outro, uma Justiça que finalmente começa (eu disse: começa!) a fazer valer a essência da sua classificação.

Temer, Brasil, Bahia e Feira.

Temer chegou ao poder cavalgando o impeachment legal de Dilma e, com a tolerância da Sociedade, vitimada pela crise e cansada do projeto de poder baseado na corrupção instalado pelo PT. Temer recebeu de graça a chance de fazer a história. Conhecedor da bandidagem parlamentar e da necessidade de uma base para aprovar suas medidas Temer apoiou-se na Turma do Pudim, um grupo de velhos companheiros que, se dominam como ninguém o Parlamento, são velho fregueses das páginas policiais da politica.
Os quatro cavaleiros de seu apocalipse ( Geddel, Moreira, Padilha e Jucá) já haviam sido citados na lava-Jato, mas Temer resolveu apostar em seus nomes. Primeiro caiu Jucá, mas que Temer, sem reconhecer as mudanças em curso resolveu reconduzir ao cargo de líder no governo, no mesmo momento em que estourava o Geddelgate. A demora em cuidar do caso lhe foi fatal. Não deve mesmo ser fácil convencer Geddel a demitir-se, ainda mais o Presidente, que é tipicamente daqueles que quer agradar a todos. A crise avançou , engoliu Geddel, que agora renuncia, e colocou o governo nas cordas, enfraquecido.

'Transumana': a hacker que implantou 50 chips e ímãs no próprio corpo para torná-lo 'melhor'

Uma hacker escocesa identificada como Lepht Anonym está implantando microchips e imãs no próprio corpo numa tentativa de ampliar seus sentidos e conhecimentos.
Em entrevista à BBC, ela contou não se importar com os riscos e efeitos ruins e dolorosos dos procedimentos amadores a que se submete - mas não aconselha ninguém a seguir seu exemplo. "Prefiro sofrer com muita dor e adquirir conhecimentos do que evitar a dor e ficar sem esses conhecimentos."

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Delegado alerta para cuidados durante compras online

As vésperas da Black Friday, especialista dá dicas de como fugir das ofertas enganosas e dos criminosos virtuais, que aproveitam o período para aplicar golpes.

Se você juntou dinheiro o ano inteiro para aproveitar as ofertas da Black Friday e já está contando as horas para o início das promoções fique atento. As 24 horas de preços em baixa, dia que já ficou marcado no calendário do varejo nacional, também oferece grandes riscos ao bolso e, para fugir de todos eles, o coordenador do Grupo de Repressão aos Crimes por Meios Eletrônicos (GME), delegado João Cavadas, dá dicas simples que podem ajudar a escapar das fraudes muito comuns no período.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Fazes o que mando, mas não faça o que faço



Apesar das distorções e mudanças nas propostas - algumas positivas, outras não - as 10 Medidas Contra a Corrupção representam um avanço no combate a corrupção que dilacera o país, amputa a população de serviços, gera um caos social e instabilidade na economia. O endurecimento faz-se necessário e oportuno, para combater os desmandos do Legislativo, administradores, e, políticos em geral.

Cabe, no entanto, aproveitando a situação e o clima, que o Judiciário, incluindo MP, também  apresentem propostas que se aproximem do rigor com que vão tratar os demais, dando exemplo: respeitando os salários dentro do limite constitucional, férias de 30 dias, supressão dos penduricalhos no contra-cheque como meio de burlar a lei, e o fim da aposentadoria integral de juízes condenados por crimes.


Sem isso fica parecendo aquela recomendação inadmissível aos outros dois poderes: faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço. 

Cientistas criam bateria de celular que carrega em segundos e dura vários dias



Recarregar os celulares em poucos segundos e menos de uma vez por semana poderá ser realidade no futuro. Isso graças aos novos supercondensadores desenvolvidos por especialistas de nanotecnologia, na Universidade da Flórida Central.  As informações são da Agência ANSA.

Os estudiosos desenvolveram dispositivos que são capazes de armazenar rapidamente mais energia que as tradicionais baterias de lítio e sem perder sua estabilidade energética durante mais de 30 mil recargas. Hoje, uma bateria normal começa a perder cada vez mais potência a partir do 18° mês de uso. Em média, isso soma 1,5 mil ciclos com estabilidade intacta.

O vírus que atinge milhões em todo o mundo e pode causar microcefalia em bebês - e não é o Zika



Ele é pouco conhecido pelo público e foi ofuscado pelo vírus Zika: o citomegalovírus (CMV), que era tido como responsável pela maior parte dos casos de microcefalia e surdez no mundo e que volta a causar alertas da comunidade médica internacional.

"Enquanto todos se preocupam com os bebês infectados pelo Zika, com razão, há outra infecção viral que causa milhares de má-formações congênitas nos Estados Unidos a cada ano", disse ao jornal The New York Times o médico Mark Schleiss, diretor de doenças infecciosas pediátricas da Escola de Medicina da Universidade de Minnesota.

Trabalho X Capital

Aos 16 anos eu trabalhava numa indústria depois de ter sido comerciário. Já no comércio eu sentia a animosidade silenciosa entre patrões e empregados. Na indústria foi pior. Eu era um aprendiz e me esforçava para desempenhar bem as tarefas que me eram confiadas, mas não sentia o mesmo empenho nos veteranos. Logo conquistei a confiança do chefe do meu setor e, como não era especialista em nenhuma área, virei “pau pra toda obra”, um tipo de trabalhador que a gente costumava chamar de “peão de trecho”. E sempre me saía bem.
         Foi assim que quando a fábrica recebeu modernas máquinas alemãs de fazer bobinas elétricas para reatores, eu e um colega (alô Hélio Tapioca) fomos os primeiros escolhidos para operá-las. Modéstia à parte, eu era habilidoso e sempre buscava um meio de fazer melhor o que eu me propunha a fazer. Foi assim quando aprendi a fazer balões juninos. Aperfeiçoei tanto que vendia para as barracas de fogos. Mas, voltando às bobinas, o começo foi ruim, mas fui pegando o jeito e tanto eu quanto meu colega fazíamos cerca de 15 bobinas/dia. Eu percebi que estava perdendo tempo na parte manual, que era acamar as espiras com um pedaço de madeira e um martelo de borracha. E isso era feito com a máquina parada a cada camada pronta. Aí minha boa e velha coordenação motora me acudiu. Treinei e obtive sucesso acamando as espiras sem parar a máquina, dobrando assim a minha produção. O colega viu como eu estava fazendo e seguiu meus passos.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Protesto é direito, impedir funcionamento da Reitoria é abuso

O ímpeto hormonal e o enfretamento político são duas margens importantes do movimento estudantil, muitas vezes ocupando fronteiras que a Sociedade deixa passar em branco. Verdade que durante o governo do PT os movimentos estudantis estiveram silenciados pela generosidade das verbas que alimentaram a UNE e afinidade ideológica que tolerou toda a corrupção do governo petista e cúmplices.
 
Agora, com a queda de Dilma, os estudantes recuperaram a memória e voltaram a lutar congra as medidas do governo Temer. Não cabe discutir, neste texto, se o movimento é justo ou não, se é alimentado por partidos ou não. O que cabe discutir é se a ocupação tem o direito de condicionar o funcionamento da Reitoria, com pagamentos, convênios, processos em andamento, que estão sendo impedidos de serem executados, conforme notícia na Tribuna Feirense. 

Meia dúzia de idiotas segue defendendo a volta da maldita ditadura militar ao País

Recentemente, um grupo, não se sabe exatamente a mando ou soldo de quem, invadiu a Câmara Federal para reivindicar, aos brados, a volta da ditadura militar ao Brasil.
Alguns cidadãos mal informados ou mal intencionados, em todo o País, concordam com isso. Os mal intencionados, quero crer, talvez saibam exatamente como foi aquele período tenebroso mas têm algum interesse que ele retorne.
Os mal informados, coitados, deveriam pesquisar na internet e/ou em filmes e documentários, fartos, sobre o período, para perceber como a população vivia sob o terror do Estado naquela época, tida por alguns como “tranquila”, até porque a imprensa não podia dizer nada sobre as torturas e assassinatos.
Consta que por tas desse novo ímpeto fascista em favor da volta da ditadura está o fascista mor deste País, Jair Bolsonaro, que, tentando pongar na eleição desastrosa de Trump nos Estados Unidos, quer convencer aos brasileiros que está “na hora” de a direita radical voltar ao poder. Vade retro, Satanás!

Brasil deveria aumentar impostos sobre bebidas açucaradas para combater a obesidade?




Um copo de refrigerante ou de suco artificial é mais prejudicial à saúde que um cupcake, ao ponto de merecer ser alvo de mais impostos na luta contra a obesidade?
Para a população de algumas cidades americanas, a resposta é sim. Em referendos na última eleição, eles aprovaram a criação de um imposto sobre bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos artificiais. Isso porque, diferentemente de bolinhos de chocolate vistosos, essas bebidas não são automaticamente vistas como uma ameaça à saúde.

A empresa de sucesso que inicia o dia de trabalho pontualmente às 9h06 (e nenhum minuto antes)



Parece uma arbitrariedade: obrigar os funcionários a começar a jornada de trabalho em um horário extremamente rigoroso.
Mas na empresa de tecnologia Pivotal a regra é clara: os empregados de seus 20 escritórios precisam estar prontos para começar a trabalhar exatamente às 9h06. E esse é apenas o começo do ritual.
Nessa hora, há um aviso: é tocado um sino, uma campainha ou um gongo para que todos participem de uma reunião geral que dura entre cinco e dez minutos - à qual todos assistem em pé. Logo depois disso, os programadores se sentam em frente aos seus computadores e não há outras reuniões ou distrações pelo resto do dia.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Temer faz roleta russa com o destino

O acaso fez de Temer presidente, um atalho em que ele tomou o lugar daqueles de quem foi avalista, em um processo legal, ressalte-se. Apesar dos questionamentos e do Fora Temer, o presidente interino teve o crédido incial da Sociedade, em crise econômica, e que enxergava a venezuelização no horizonte.
 
Temer tomou uma série de pequenas medidas acertadas, desde a liberação dos aviões da FAB para transporte de orgãos, passando por  mudança na política externa, à reorganização da economia. Anunciou a reforma do ensino médio, empacada desde o governo Dilma- sem protestos-; a reforma da Previdência, inevitável; a PEC do Teto de Gastos, com defeitos, mas necessária;   apesar de duras. Acontece que Temer deve parte de seu sucesso aos velhos amigos- ou cavaleiros do apocalipse-, se preferir: Jucá, Geddel, Moreira Franco, Padilha. Todos já citados na Lava-Jato, sendo que um deles, Jucá, teve de renunciar ao cargo de Ministro. 

domingo, 20 de novembro de 2016

A língua Portuguesa



Na sexta-feira p.p., minha consorte republicou um artigo do plumitivo e escriba baiano, João Ubaldo Ribeiro, sob a epígrafe, O verbo “For”. Nele, o consagrado escriba faz um confronto entre o exame vestibular transversalmente ao tempo, encetando a prosa de quando o mesmo prestou o exame, encruzando ao período em que era lente e integrante de banca examinadora do vestibular, culminando à era hodierna. Manifesto que, embora ciência havia sobre o teor da peça literária, amiúde fui recorrente ao léxico, insciente se por conta da amnésia inerente aos vetustos ou se porque o idioma pátrio é mesmo operoso e penoso ao neófito, qual proclama a plebe ignara.

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Pesquisadores mapeiam mortes por selfies no mundo e criam app para evitá-las



Pesquisadores americanos estão desenvolvendo um aplicativo que promete ajudar a reduzir o preocupante número de pessoas que morrem a cada ano tirando selfies. O aplicativo, ainda em fase de testes, avisa quando as pessoas estão em situação em risco.

Em um estudo, os pesquisadores apontam que 15 pessoas morreram por causa de selfies em 2014, 39 em 2015 e 73 nos primeiros oito meses de 2016. O estudo, conduzido pelo estudante de doutorado Hemank Lamba e por uma equipe de amigos da universidade de Carnegie Mellon em Pittsburgh, nos Estados Unidos, também mapeia os locais e causas das mortes, em vários lugares do mundo.

Bolsa-família e a falta de vergonha



Governos não produzem dinheiro. Toda verba é retirada dos cidadãos, por isso é necessário que o recurso público seja administrado com esmero e rigor. O recente cruzamento de dados do Ministério Público Federal que encontrou 2000 mil empresários feirenses recebendo bolsa-família é uma destas exibições públicas de nossa limitação gerencial.

Em verdade o que havia era uma leniência geral, em todo Brasil, com a fiscalização, em todos os níveis, e o sistema de cadastro que está sob responsabilidade das Prefeituras. Assim, o rigor não era o dado mais importante. Às Prefeituras interessa porque é mais verba circulando no município; aos beneficiados, porquê o negócio ficava ao Deus dará e todo mundo conseguia uma boquinha; e, a todos, porque ela serviu no país todo a uma função política,  onde até doador de campanha apareceu como beneficiário. 

Roberto Kuelho lança o CD Sense Bulir com canções inéditas


O cantor, compositor e jornalista baiano Roberto Kuelho lança seu primeiro CD em plataformas digitais. No trabalho intitulado "Sense Bulir", o autor de hits do pagode e do axé explora novas possibilidades musicais com repertório autoral. O CD poderá ser baixado gratuitamente em sites como Sua Música, Palco MP3 e aplicativos como Spotyfy, iTunes e Deezer.
"O objetivo desse trabalho é mostrar um pouco mais de mim através de algumas canções inéditas produzidas ao longo de minha história como autor. Como novembro é o mês do meu aniversário, este ano eu planejei presentear as pessoas com esse registro", diz o cantor.

O Verbo For

João Ubaldo Ribeiro

Vestibular de verdade era no meu tempo. Já estou chegando, ou já cheguei, à altura da vida em que tudo de bom era no meu tempo; meu e dos outros coroas. Acho inadmissível e mesmo chocante (no sentido antigo) um coroa não ser reacionário. Somos uma força histórica de grande valor. Se não agíssemos com o vigor necessário — evidentemente o condizente com a nossa condição provecta —, tudo sairia fora de controle, mais do que já está. O vestibular, é claro, jamais voltará ao que era outrora e talvez até desapareça, mas julgo necessário falar do antigo às novas gerações e lembrá-lo às minhas coevas (ao dicionário outra vez; domingo, dia de exercício).
O vestibular de Direito a que me submeti, na velha Faculdade de Direito da Bahia, tinha só quatro matérias: português, latim, francês ou inglês e sociologia, sendo que esta não constava dos currículos do curso secundário e a gente tinha que se virar por fora. Nada de cruzinhas, múltipla escolha ou matérias que não interessassem diretamente à carreira. Tudo escrito tão ruybarbosianamente quanto possível, com citações decoradas, preferivelmente. Os textos em latim eram As Catilinárias ou a Eneida, dos quais até hoje sei o comecinho.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Feira Coletivo promove mais uma edição da Sexta Black


O Feira Coletivo Cultural promove nesta sexta-feira (18), a partir das 21 horas, a última edição de 2016 da Sexta Black. O evento, que é realizado há mais de dois anos, contará com a presença do grupo mexicano Sonido Satanás, que se apresenta em Feira de Santana pela primeira vez. 
A noite contará também com a participação dos feirenses do Roça Sound, que tem conquistado um público cada vez maior em Feira e em outras cidades região, além do grupo “Na Tora Baile System”, que vem direto de Cachoeira para agitar a galera no Offsina Music Lounge.
A Sexta Black é uma ação cultural voltada para difundir o trabalho de artistas de Feira, do Brasil e do exterior que tem produção voltada para o sound system, rap, hip hop, ragga, dub, reggae, afrobeat e dance hall, sem perder de vista a sonoridade oriunda da nossa cultura nordestina. 

Natal Encantado terá Vanessa da Mata, Guilherme Arantes e IvanLins entre as atrações



O Governo Municipal de Feira de Santana já definiu a grade de atrações para o Natal Encantado, evento de inclusão cultural que este ano ocorre no período de 18 a 23 de dezembro. As contratações foram anunciadas pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, nesta quinta-feira, 17, e contam com shows de artistas e bandas de destaque no cenário nacional, a exemplo de Vanessa da Mata, Guilherme Arantes, Ivan Lins e Geraldo Azevedo.

Ao definir a grade de atrações durante reunião com o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Rafael Cordeiro, o prefeito José Ronaldo ressalta o empenho do Governo Municipal para manter o projeto cultural, que está em sua quarta edição, com a mesma qualidade e nível, mesmo diante da crise na economia nacional.

Trem da Alegria da Câmara não para de crescer



Enquanto o país naufraga, em crise, na instabilidade política, gerada pela escassez de recursos que prejudica os serviços públicos,  a Câmara de Feira anuncia a fartura do leite e do mel. Não bastasse a aberração do projeto que cria o cargo de um advogado para cada vereador nos tornando a Câmara de maior densidade advogado/edil do país, eis que eles voltam a carga, querendo aumentar 84 cargos na Casa da Cidadania. O vereador David Neto, que vem condensando o mandato em três meses, disse que não tem nem onde colocar tanto assessor, o que talvez possa ser resolvido com o aluguel do estacionamento em frente. 

O vereador Nery, oposicionista, que, teoricamente, deveria contrapor-se a bancada governista,  aderiu ao trem com entusiasmo dando um salto triplo carpado para dizer que a criação, se não tiver verba,  não implicaria em contratação. Ora, ora, se não há verba para que aprovar vereador? Melhor evitar, pois, como sabemos, a ocasião estimula a contratação.

O que mudou com Temer nos programas sociais como o Bolsa Família



A criação de programas sociais foi uma das principais marcas dos 13 anos de governos petistas. Para seus apoiadores, a troca de governo traria uma incerteza sobre a continuidade de iniciativas como Bolsa Família, Minha Casa Minha Vida, Mais Médicos, Prouni e Fies. Mas seis meses depois da queda de Dilma Rousseff e ascensão de Michel Temer ao comando do país o que aconteceu com esses programas?

Se hoje há um temor de que o ajuste fiscal proposto pelo novo presidente trará um encolhimento do tamanho do Estado brasileiro, potencialmente reduzindo serviços de saúde e educação, as principais vitrines sociais têm sido mantidas pela nova administração federal.

O Bolsa Família, por exemplo, teve seu valor reajustado pouco após a posse de Temer, enquanto o Minha Casa Minha Vida segue em marcha lenta no atendimento às famílias mais pobres - o que já acontecia desde o ano anterior, ainda no governo Dilma.

Confira abaixo o que aconteceu com cada programa.


Bolsa família

Menos de dois meses após sua posse, Temer anunciou um aumento médio de 12,5% do benefício do Bolsa Família - a última correção havia sido feita dois anos antes. O presidente constantemente cita o reajuste para rebater as críticas de que seu governo não prioriza a área social.

Na semana passada, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário anunciou ter feito "o maior pente-fino já realizado em toda a história do Bolsa Família" para combater "irregularidades" e "garantir que o benefício seja destinado a quem realmente precisa".


Minha Casa, Minha Vida

O Minha Casa, Minha Vida - programa que subsidia casas para grupos de menor renda - já havia encolhido no governo Dilma e segue reduzido no de Temer. O principal problema está na faixa 1 do programa, justamente a que atende o segmento mais pobre (famílias com renda mensal de até R$ 1.800, segundo as novas regras do programa).

Nessa faixa, as contratações de novas unidades estão quase paralisadas desde 2015 devido aos cortes de gastos do governo.

As novas unidades contratadas caíram de um recorde de 537 mil em 2013 para apenas 16,9 mil no ano passado e 32,5 mil neste ano, até setembro. O grosso de 2016 foi contratado em maio, justamente quando houve a troca de governo.


Mais Médicos

Nascido há três anos sob críticas da classe médica brasileira, o programa Mais Médicos hoje é "muito bem avaliado, pelos gestores e pela população, principalmente os profissionais cubanos", disse à BBC Brasil o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Com 18.240 médicos em 4.058 municípios (73% do total) e em 34 distritos indígenas, o programa está sendo mantido no mesmo tamanho que o herdado da administração petista.

Os profissionais são pagos pela União (bolsa-formação mensal de R$ 11.520) para trabalhar em localidade onde os municípios não conseguem atrair profissionais, seja porque são áreas distantes, consideradas perigosas ou porque o salário que a prefeitura pode pagar não é atrativo.


Prouni e Fies

O governo Temer também está dando continuidade aos principais programas petista para acesso de estudantes de baixa renda às instituições privadas de ensino superior, mas o Fies (Financiamento Estudantil) apresentou problemas nos primeiros meses da nova administração devido a atraso nos repasses para cobrir custos administrativos dos bancos que operam os empréstimos para os alunos.

Segundo o Ministério da Educação, esse atraso foi culpa da administração anterior, que não deixou recursos suficientes para execução do programa. Por isso, foi solicitada ao Congresso em agosto, e aprovada em outubro, a liberação de R$ 700 milhões extras. Na semana passada, também foi aprovado que parte do custo administrativo dos bancos seja repassada às universidades, o que deve gerar economia anual de R$ 400 milhões ao governo. Leia matéria completa no BBCBrasil

Prefeitura pede lista ao MPF para suspender irregulares do Bolsa Família



A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social de Feira de Santana (Sedeso) está solicitando ao Ministério Público Federal (MPF) os nomes de 2.536 pessoas que estariam, de acordo com investigação do órgão, sob suspeita de receberem o Bolsa Família irregularmente. Desse total, conforme divulgado pelo jornal “Folha do Estado” com base em informações do MPF, quase 2 mil seriam empresários – haveria ainda mortos e servidores públicos.

A lista, conforme o secretário Ildes Ferreira, é necessária para que a Sedeso possa solicitar, imediatamente a suspensão do benefício de quem estiver recebendo sem atender ao perfil do programa. Segundo ele, desde 2013, quando começou a atual gestão do prefeito José Ronaldo, a Secretaria vem fazendo todos os esforços possíveis para identificar quem esteja de forma irregular no programa.

SMT fecha retorno após trincheira na Maria Quitéria



A SMT (Superintendência Municipal de Trânsito) fechou o retorno localizado após a saída da trincheira, sentido Tomba. Agora, os veículos tem a opção de retorno à altura do Colégio Estadual, que foi reestruturada para atender a demanda. A entrada do retorno foi enlarguecida e a saída ganhou uma pista de aceleração, que vai otimizar o fluxo de veículos.

O fechamento do retorno foi necessário porque a proximidade com a trincheira estava formando fila à saída do equipamento. O distanciamento, na expectativa da SMT, vai otimizar ainda mais o trânsito na área, que já está normal nos momentos de pico.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Temer, Lula, e uma asneira

Traz embutido, subliminarmente, o conceito que roubar o estado é legítimo para alguns, que a impunidade  é dependente do status politico, ou que a democracia não tem como fundamento a ideia de que a lei é igual para todos, a admissão que o ex-presidente Lula não pode ser preso.  Há, ainda, aqui, certo resquício  de patrimonialismo, de colonialismo, quando ainda debatemos algo que o mundo mais avançado já tem como um conceito absolutamente normal. O exercício do cargo público,  pago pelo povo, não é um diferencial, mas apenas a execução de um mandato administrativo terceirizado pelo cidadão e exercido em seu nome, logo, portanto, passível de punição e sob o escrutínio do voto, E, da lei! De vereador a presidente.

Quão perigosa é a radiação de celulares e como você pode se proteger



Nós acordamos com ele, nos comunicamos por meio dele e trabalhamos com ele. Às vezes, acordamos no meio da noite para consultá-lo. E se o perdemos ficamos sem saber o que fazer.

O mundo de hoje é inimaginável sem o telefone celular. Tanto é que muitos ficam obcecados pelo aparelho. Mas, nos últimos anos, com o aumento dos casos de câncer - uma das principais causas de morte em todo o mundo - vêm crescendo as preocupações sobre as possíveis ligações entre os celulares e o risco de desenvolver tumores malignos.