terça-feira, 30 de junho de 2015

Orçamento da Uefs será debatido em reunião do COP – 7 de jul

O Conselho do Orçamento Participativo (COP) da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) se reúne no dia 7 de julho, às 14h, no Anfiteatro (Módulo 2, Campus Universitário) para discutir a realidade orçamentária da Instituição. O encontro é aberto ao público e vai contar com a participação de 63 representantes da Administração Central, colegiados, departamentos, entidades representativas da comunidade interna e comunidade externa.

“Já apresentamos para a comunidade em uma aula pública como está a questão orçamentária da Uefs. O próximo passo é convocar o Conselho para decidir a adequação das despesas à nossa realidade”, explicou Alessandra Barros, chefe da Assessoria Técnica e de Desenvolvimento Organizacional (Asplan) da Uefs.

A necessidade orçamentária proposta pela Uefs para o exercício 2015 ao Governo Estadual foi de R$ 289.103.000,00, mas a cota liberada foi de R$ 247.495.000,00. Para adequar as despesas, as pró-reitorias e as unidades fazem um levantamento das demandas que serão apresentadas, através de propostas, pela Asplan e pela Pró-Reitoria de Administração e Finanças (Proad) na reunião do Conselho. 

O COP
Através do Orçamento Participativo a comunidade participa de forma direta da aplicação de recursos em investimentos e custeio que serão executados pela Administração Central da Uefs. Para isso foi criado o Conselho do Orçamento Participativo com representações dos diversos segmentos da Universidade. 


As principais atribuições do Conselho são debater, avaliar e aprovar a proposta de orçamento, alocar recursos de investimento e custeio por diretrizes de ação em conformidade com o Plano Plurianual da Uefs, definir os critérios que orientem a elaboração da proposta final do Orçamento e acompanhar a execução do Orçamento. O Conselho do Orçamento Participativo se reúne pelo menos duas vezes por ano e as decisões são tomadas por maioria simples. (Ascom/Uefs)

Brasil é um parceiro indispensável, diz presidente dos Estados Unidos

Presidente norte-americano, Barack Obama, disse hoje (30) que a visita da presidente Dilma Rousseff aos Estados Unidos marca um capítulo novo, mais ambicioso, na relação entre os dois países. Ele ressaltou que os EUA, por mais poderosos que sejam e interessados em resolver uma gama enorme de questões mundiais, não podem fazer tudo sozinhos. Segundo ele, em questões como o combate a doenças e pandemias, a luta contra o terrorismo e a erradicação da pobreza, os Estados Unidos precisam de parceiros, e o “Brasil é um parceiro indispensável nesses esforços”, afirmou Obama, em declaração à imprensa, após encontro com a presidenta Dilma Rousseff, na Casa Branca.

O presidente dos EUA agradeceu o apoio de Dilma Rousseff e do Brasil na retomada das relações com Cuba. Perguntado por um jornalista sobre a situação venezuelana, Ele disse que conversou com Dilma sobre a Venezuela, sem, no entanto, detalhar o que foi tratado. Mas lembrou que, como presidente, começou uma nova era nas relações com a América Latina e que os Estados Unidos estão envolvidos mais profundamente na região e concentrados no futuro, citando como exemplo a parceria com o Brasil.“A pedra fundamental de nosso envolvimento na região é a nossa forte parceria com o Brasil. Nossas nações são parceiras naturais nas Américas e no mundo”, disse.

O líder norte-americano ressaltou que o trabalho de parceria com o Brasil é contínuo, apesar de mutias vezes isso não aparecer nas manchetes de jornais, e que os dois países vão melhorar as relações de comércio, investimento e emprego. Segundo ele, o novo plano de investimentos em infraestrutura, anunciado pelo governo brasileiro, vai ajudar empresas americanas a ter mais oportunidade de se envolver em projetos de construção de portos, ferrovias e aeroportos no Brasil. Obama disse ainda que as diferenças entre os Estados Unidos e o Brasil são questões que acontecem entre países amigos e aliados. . (Agência Brasil0

Movimento Docente protocola carta exigindo a participação dos reitores nas negociações com o governo

Na segunda-feira (29), a coordenação do Fórum das ADs protocolou na reitoria da Uefs uma carta em que reforça a necessidade de participação do Fórum dos Reitores nas negociações com o governo. No documento, o Movimento Docente (MD) reitera a pauta já protocolada e enfatiza o descaso com que o governo vem tratando as reivindicações docentes, numa clara demonstração de desrespeito aos direitos trabalhistas e a preservação da universidade pública.

O governo, que vem insistindo em colocar a responsabilidade pela crise nas Universidades Estaduais da Bahia (Ueba) na gestão das instituições, no dia 18 de junho revelou sua contradição ao impedir que o reitor da Uefs e representante do Fórum dos Reitores, Evaristo Nascimento, participasse da reunião de negociação. É válido ressaltar que o reitor estava no local a convite do Fórum das ADs.

A carta, recebida pelo próprio Evandro Nascimento, enfatiza ainda a necessidade de apoio das demais reitorias à luta dos docentes, tendo em vista que o compromisso destes reitores não é apenas com a comunidade acadêmica, e sim com toda a população baiana a quem de fato pertence as universidades públicas. O MD solicita ainda que o Fórum dos Reitores se manifeste publicamente sobre o constrangimento ao qual o reitor da Uefs foi submetido ao esbarrar com o autoritarismo do governo. E conclui: “Informamos que o silêncio do Fórum dos Reitores será compreendido pela categoria como conivência com a política do Governo do Estado. Nesta perspectiva, os reitores serão responsabilizados, tanto quanto o Governo, pela manutenção da Ggeve docente nas Universidades Estaduais da Bahia”.

Leia (aqui) a carta do Fórum das ADs ao Fórum dos Reitores.

LAMENTÁVEL

A ligação entre o Largo do Papagaio e a Ribeira, ontem, apresentava um estado lastimável: lixo por toda parte e alagamentos em ambas as pistas, mesmo após passada a chuva, numa indicação clara de que a drenagem vai de mal a pior. Quanto ao lixo, é bom ressaltar que quem testemunhou o fato passou por lá por volta das 10h40.

É preferível ser irresponsável e estar com a verdade do que ser responsável e no erro.(Winston Churchill)

A indecência é a mesma, senhores!
Como sempre acontece, os acusados de receber dinheiro fácil das empreiteiras, sugado dos cofres da Petrobras, atacam a imprensa e se dizem inocentes.
De Fernando Haddad, prefeito de São Paulo, passando por Aloízio Mercadante (Ministro da Casa Civil), e por políticos tucanos e de outros partidos também acusados na delação premiada de Ricardo Pessoa, dono da UTC, todos são unânimes em afirmar que as doações foram “legais” e devidamente registradas no TSE.
E daí? Podem até ser “legais”, mas não são justas. Mais do que isso, toda a grana veio de negociatas tenebrosas com a Petrobras. Então, senhores, o erro TAMBÉM está em quem concedeu o aval de “legal” para esse dinheiro podre.
Ou sejam, seguem tentando engabelar a opinião pública e, claro, duvidando dói discernimento de boa parte da população brasileira.
Nesses momentos, gosto de citar Voltaire: nada como passar por idiota aos olhos de um imbecil.

E por falar em falcatruas...(I)
Ricardo pessoa denunciou também que o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu recebeu fortunas das empreiteiras, através de sua empresa de “consultoria”, mesmo quando já estava preso por causa do mensalão.
Ah, se todos os prisioneiros deste país tivessem a chance de faturar milhões enquanto estão na cadeia.
Isso é privilégio de Zé Dirceu e Fernandinho Beiramar, entre outros.

E por falar em falcatruas...(II)
Não custa lembrar esta notícia: “O ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, comunicou o juiz Sérgio Moro que encerrou as atividades da JD Assessoria e Consultoria Ltda, de sua propriedade e de seu irmão Luiz Eduardo de Oliveira e Silva. Desde dezembro de 2014, a empresa já estaria inoperante, segundo correspondência encaminhada ao juiz por seu advogado Roberto Podval. A JD faturou de 2006 a 2012 um total de R$ 29 milhões em serviços pagos por mais de 50 empresas, entre elas empreiteiras que estão sendo investigadas pela Operação Lava-Jato. Essas construtoras pagaram R$ 3,7 milhões à JD.” Hum!

A onda a “bike” (I)
Enquanto tenta esquivar-se das acusações de ter maquiado gastos de campanha e das “pedaladas fiscais” que elevaram ficticiamente índices positivos da economia, em 2014, a presidente Dilma emagrece pedalando de verdade, nas ruas de Brasília, montada numa bicicleta.
Pedala aqui, pedalou lá, e tudo vai ficando por isso mesmo. Será?

A onda a “bike” (II)
No entanto, a presidente tem que tom ar muito cuidado, se é que quem vive cercada de seguranças precisa disso.
É que a onda da “bike” em país selvagem, com o Brasil, tem causado muitos acidentes sérios.
Portanto, cuidado com quem está dirigindo ao seu lado. Hehehe...

Estuprada, baleada, esfaqueada: ‘Meus 25 anos como prostituta’


Brenda Myers-Powell era apenas uma criança quando se tornou uma prostituta, no começo dos anos 70. Aqui, ela descreve como foi atraída para as ruas e como, três décadas depois, ela dedica sua vida a garantir que outras meninas não caiam na mesma armadilha. (O depoimento de Brenda pode chocar algumas pessoas.)
"Desde o começo, a vida foi me dando limões e eu fui tentando fazer a melhor limonada que eu podia.

Eu cresci nos anos 60 em Chicago. Minha mãe morreu quando eu tinha seis meses. Ela tinha apenas 16 anos e eu nunca soube de que ela morreu – minha avó, que bebia mais que todos, não me disse. A explicação oficial era a de que tinha sido por 'causas naturais'.

Mas eu não acredito. Quem morre aos 16 anos de causas naturais? Gosto de acreditar que Deus estava pronto para ela. Já me disseram que ela era linda e tinha um ótimo senso de humor. Sei que isso é verdade porque eu também tenho.


Foi a minha avó que me criou. E ela não era uma pessoa má. Na verdade, ela tinha um lado incrível. Ela lia para mim, me fazia bolos e preparava as melhores batatas doces. Ela apenas tinha um problema com a bebida. E ela trazia seus parceiros de bebedeira do bar para casa e, depois que estava bêbada e desmaiada, esses homens faziam coisas comigo. Isso começou quando eu tinha uns 4 ou 5 anos e depois se tornou algo corrente. Eu tenho certeza de que minha avó nunca soube de nada disso.
Ela trabalhava como empregada doméstica nos subúrbios. Ela levava duas horas para ir ao trabalho e duas para voltar. Eu usava uma chave no pescoço e, no fim da tarde, ia sozinha do jardim de infância para casa. E os molestadores sabiam disso – e se aproveitavam.

Eu via mulheres com o cabelo glamouroso e com vestidos brilhantes nas ruas. Não tinha ideia do que elas estava fazendo. Eu só achava que elas brilhavam. E, como uma garotinha, tudo o que eu queria era usar roupas brilhantes também. Um dia, eu perguntei para minha avó o que aquelas mulheres estava fazendo. 'Elas tiram a calcinha e os homens lhe dão dinheiro'. E lembro de dizer para mim mesma: 'Eu provavelmente vou fazer isso, porque os homens já estão tirando minha calcinha'. 
Leia matéria completa no BBCBrasil. 

Feira de Santana é sede da Copa 2 de Julho

Os gramados do estádio Joia da Princesa e da Vila Olimpíca serão palcos de uma das maiores competições de futebol de base do país. Começa nesta quarta-feira, 1º de julho, a Copa 2 de Julho de Futebol. Feira de Santana será uma das cidades sedes do evento.

Quatro times feirenses participam da competição. Astro/FSA, Fluminense de Feira, Liga Feirense e ABN Junior representam o município entre 40 equipes inscritas. As vagas da Liga Feirense e ABN Junior foram conquistadas pelo primeiro e segundo lugar, respectivamente, na Super Copa Feira de Santana de Futebol Sub 15.

"É uma grande satisfação poder oferecer para nossa cidade um evento dessa magnitude. Com certeza Feira de Santana dará sua parcela de contribuição para o crescimento do esporte no estado", ressaltou Emerson Britto, diretor do Departamento de Esportes da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer.

O jogo de abertura, nesta quarta, às 14h30, será entre a Liga Feirense e ABN Junior, reeditando a final da Super Copa. Logo após, às 16h, o Atlético Mineiro enfrenta o Fluminense de Feira. As partidas valem pelo grupo B da competição, com cinco equipes – as quatro feirenses mais o Atlético Mineiro.

"Feira de Santana estará em evidência mais uma vez, já que teremos a presença de uma agremiação de ponta que é o Atlético Mineiro jogando em nossos gramados", enfatizou o secretário Rafael Cordeiro.

  Confira a baixo a tabela completa do Grupo B: 

Dinheiro pelo ralo

      
Eu já disse várias vezes que o dinheiro mais jogado fora pelos municípios é com vereadores. São completamente inúteis. É a pior relação entre custo e benefício que eu conheço. Há pouco tempo um vereador feirense fez uma “moção de repúdio” em relação a uma passeata gay lá em São Paulo. Como se nós não tivéssemos coisas mais sérias e importantes para discutir em relação à cidade que paga seus altíssimos salários. Agora, pasmem, o presidente da Câmara está numa cruzada para impedir que o shopping Boulevard cobre pelo estacionamento de veículos em seu pátio. Nessas horas eu fico pensando se está todo mundo doido, se eu estou doido ou se morri e estou no tal do inferno.

Pingos nos ii
         Serviços como carregadores, empacotadores, estacionamento próprio, entregadores, etc, são serviços que as lojas e empresas oferecem a seus clientes como forma de atraí-los e conquistarem fidelidade. Tais serviços, diferenciam o grau de atendimento e comodidade oferecidos por esta ou aquela loja em ralação aos concorrentes. Entre uma loja que oferece mais comodidade e uma que não oferece nada, mas cobra mais barato, a escolha fica por conta do cliente. É a lei do livre comércio, e os poderes Legislativo e Judiciário só devem interferir quando há abusos que lesem os consumidores ou a economia. No caso em questão, o pátio é propriedade do shopping. Cobrar ou não pelo estacionamento de veículos nele, é opção dos proprietários e administradores do imóvel. Cabe aos clientes decidir se estacionam ali ou não. Ninguém os obriga. O Poder Público não tem o direito de interferir, como bem julgou o Supremo Tribunal Federal. Na minha opinião, porém, a administração do shopping está dando um tiro no próprio pé, ao cobrar pelo estacionamento. A Economia do Brasil passa por uma crise sem precedentes e a inflação está voltando a galope. O momento é de facilitar e não de penalizar os clientes com mais cobranças. Ah! Não sou economista ou jurista, apenas tenho bom senso.

Futebol I
         Quando a “selecinha” brasileira perdeu para a Colômbia, eu já tinha dito desde antes que o Chile seria o campeão da Copa América. Estou com meio caminho andado para acertar meu palpite. Digo mais. A Argentina só não ganha do Paraguai hoje, se houver alguma interferência do “sobrenatural de Almeida”, ou do “Imponderável Futebol Clube. Caso Contrário dá Chile e Argentina na final, com Chile campeão. As cartas há muito já estão marcadas. Torça se quiser.

Futebol II
         E o Fluminense de Feira hem? Voltou em grande estilo aos seus áureos tempos em que ele nadava e morria na praia, decepcionando seus pobres sofredo..., digo, torcedores. Não fiquem tristes. Paroano sai pior.

Política
         Em mais uma “tacada de mestre” o prefeito Zé Ronaldo emplacou o início das obras do BRT com a presença do ministro das cidades e do governador do Estado. E vai começar as obras lá pela Pampalona, longe das discussões pseudo ecológicas da avenida Getúlio Vargas, silenciando, por hora, seus adversários políticos. Até o deputado “Beicinho” foi lá prestigiar o evento. Já, o deputado “Biquinho”, menino birrento, lá não foi, preferindo isolar-se mais ainda do que já está.

_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_

Por hoje é só que agora eu vou ali assistir a um jogo do meu Bahêa antes que o futebol brasileiro acabe de uma vez

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Finalmente começaram as obras para implantação do BRT

Capacitado para transportar uma demanda estimada em cerca de 60 mil passageiros por dia, oferecendo pontualidade, conforto, maior mobilidade  e rapidez, a implantação do BRT (Transporte Rápido por Ônibus) de Feira de Santana foi oficialmente iniciada nesta segunda-feira, 29, no bairro Sítio Novo,  onde já está sendo construída a sua primeira  Estação de Transbordo, e cuja  ordem de serviço foi assinada pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho, o ministro das Cidades, Gilberto Kassab e o governador Rui Costa.
Autorizada pelo governo da União através do Ministério das Cidades, o projeto é financiado pela Caixa Econômica Federal e custará aos cofres municipais R$ 94.556 milhões. Os ônibus do BRT local serão programados para circular em 9,5 quilômetros de vias expressas, tendo como corredores principais as avenidas João Durval Carneiro e Getúlio Vargas, onde também serão construídas mais duas estações de transbordo.
Com vistas a dar mais fluidez ao trânsito nas artérias por onde passará o novo sistema de transporte público, os cruzamentos das avenidas Getúlio Vargas com a Maria Quitéria, e a Maria Quitéria com a Presidente Dutra vão receber a implantação de passagens de nível.
            Estas intervenções demandarão serviços complexos de drenagem, cuja tecnologia utilizada pela engenharia civil não causará nenhum transtorno ao cotidiano da cidade. A drenagem sairá da Avenida João Durval Carneiro, passando pela Maria Quitéria, Avenida Sampaio e a rua Marechal Deodoro, desaguando na Estação de Tratamento da Embasa.
Enquanto a Avenida Getúlio Vargas ganhará, por sob suas árvores, espaços de convivência social com banquinhos, brinquedos e jogos para crianças e adultos, a Avenida Maria Quitéria receberá, por entre o seu canteiro central,  uma ciclovia com traçado sinuoso. (Secom)


Repartições públicas municipais não funcionarão na sexta-feira, 3

A partir desta terça-feira, 30, e nos dias 1º, 6, 7, 8 e 9 de julho, os servidores da Prefeitura de Feira de Santana, que não prestam serviços considerados essenciais, trabalharão uma hora a mais no seu expediente diário para compensar o 3 de julho, próxima sexta-feira, que será ponto facultativo.
No dia 2 de julho, quinta-feira, feriado estadual, é comemorada a Independência da Bahia. No feriado funcionarão os hospitais municipais – da Mulher e da Criança, as policlínicas (localizadas no George Américo, Parque Ipê, Rua Nova, Feira X, Tomba e no distrito de Humildes).
            A UPA 24 Horas, que fica no bairro Mangabeira, vai atender à demanda normalmente. O esquema de plantão na SMT (Superintendência Municipal de Trânsito) vai atender às ocorrências e a coleta de lixo não será suspensa.

Privatização a moda baiana

Não adianta falar porque somos inúteis, como diz a velha canção, mas o modelo de privatização da BR 324 é sui generis. Por mais que a imprensa fale, por mais que deputados gritem, nada acontece. Vim, ontem a noite, de Salvador, na chuva. Por pontaria que não tenho quando jogo na Sena acertei vários buracos e fiquei com medo de furar um pneu, na chuva, nesta temerosa estrada. Então pergunto: que tipo de privatização é esta que depois de tantos anos ainda temos um asfalto solúvel em água e que não resiste a nada? Vamos ter desconto pelos buracos? As vitimas de acidente serão indenizadas embora nenhuma indenização pague uma vida? Esta é a parte que nos cabe? Pagar, pagar, pagar, e não ter sequer a quem pedir para passar uma vaselina?

Patrulhamentos, Zeca Camargo e a morte de Cristiano
Em 78, na plenitude do regime militar, o cineasta Cacá Diegues cunhou o meme " patrulhamento ideológico". De lá para cá o termo, como uma serpente do mal, deu filhos a vários outros como o patrulhamento dos politicamente corretos, das cotas, do ativismo gay, dos ciclistas, da vitimização dos menores, dos imoladores da classe média e da elite branca, dos apologistas da linguagem coloquial, dos defensores da abolição do mérito, entre tantos outros. Agora, viceja como uma erva daninha o que chamo de "patrulhamento consensual" ou " patrulhamento viral" pois é exercido via redes sociais e construídos a partir de consensos emocionais e efêmeros com base em temas que " viralizam".
Um exemplo é a enxurrada de agressões, desaforos, palavrões, xingamentos homofóbicos, ditos ao apresentador da Globo, Zeca Camargo, porque ousou fazer uma discussão mais profunda sobre a comoção nacional da simbólica morte do cantor sertanejo, antes desconhecido, Cristiano Araújo. Ouvindo a matéria do que disse Zeca- que tem um texto que não gosto, mas que não vem ao caso- não há ofensas pessoais ao morto, mas uma opinião sobre a dimensão musical que o referido cantor tinha e se a comoção que aconteceu reflete mais uma necessidade de uma catarse coletiva ou um real sentimento, visto que a maioria não o conhecia. Veja que se fala SOBRE conhecimento do ídolo x comoção x expressão musical nacional e não da perda do indivíduo per si, do humano. O texto, recheado de questões existenciais, precisa ser ouvido com cuidado para não ser interpretado de forma ligeira.
Apesar disto, chega a ser assustador ler os comentários e agressividade. As mesmas pessoas que lamentam a morte do cantor, contraditoriamente, desejam a morte do jornalista com toda ira e a música sertaneja é alçada ao panteão dos intocáveis.
A verdade é que pode-se discordar da opinião dele, pode-se achar que a relevância musical de Cristiano era maior - trata-se de gosto individual- , mas ofensa pessoal não é resposta a uma crítica de gênero musical, ou sobre o momento cultural que vivemos, afinal, é disso que trata o texto de Zeca Camargo .
A verdadeira liberdade é quando respeitamos o outro quando ele diz as coisas que não gostamos, especialmente quando o tema não é o individuo, mas sua ação.
Tenho medo da rasura e deste patrulhamento virtual dos consensos!

Futebol primitivo
A direção do futebol brasileiro é corrupta e fracassada. A nossa seleção reflete o nível da direção de nosso futebol e Dunga, inexperiente, com formação limitada, risível se compararmos aos treinadores que temos na Europa, não tem a menor capacidade de conduzir e liderar a renovação do futebol nacional. É muita areia pro caminhãozinho dele...


Gorila em zoo vira símbolo sexual no Japão

Shabani faz as japonesas suspirarem e virou um objeto de desejo e admiração no país.
Só que ele não é ator ou integrantes de alguma das boy bands que as mulheres mais jovens tanto apreciam: ele é um gorila que vive no zoológico da cidade de Nagoya, na região central do país.
As mulheres que visitam o local, segundo a mídia local, chegam a desmaiar.

Músculos
O motivo para tamanha admiração ainda não está muito claro, mas o fato é que Shabani "viralizou" depois de várias fãs postarem fotos em redes sociais, em março. Elas elogiam seu olhos negros e seu físico musculoso - segundo o zoológico, Shabani está bem mais "em forma" que os outros gorilas com quem divide espaço.
Aparentemente, o primata também "posa" para fotos como se fosse um modelo.
E, desde então, o gorila virou um modelo de masculinidade para as admiradoras. Especialmente depois de o zoológico ter informado ao público que Shabani dedicava atenção especial a seus dois bebês gorilas.
O primata passou a ser visto como modelo perfeito de homem japonês moderno: atraente e pai responsável. Para muitas mulheres japonesas, especialmente as que trabalham, este tipo de homem é coisa de sonho, o que explica a duradoura popularidade do principal ídolo pop do Japão, o cantor Takuya Kimura, de 42 anos, pai de dois filhos. (BBCBrasil)


Papa 'pretende mascar coca durante viagem à Bolívia', diz governo de Morales

O papa Francisco pediu para mastigar folhas de coca durante sua visita à Bolívia, segundo o ministro da Cultura do país, Marko Machicao.
O pontífice deve chegar ao país no dia 8 de julho.
A folha de coca, um dos ingredientes usados para a fabricação da cocaína, é usada em vários países dos Andes há milhares de anos para combater os males da altitude e também como um leve estimulante.
Machicao disse que o governo ofereceu ao papa o chá da folha de coca e o pontífice fez um "pedido específico", para mastigar as folhas. O Vaticano não comentou a afirmação do ministro boliviano.

Ilegal e sagrada
As folhas de coca foram declaradas uma substância ilegal sob a Convenção da ONU para Drogas Narcóticas de 1961. Mas, o cultivo de folhas de coca com fins religiosos e medicinais é legal na Bolívia. Muitos indígenas bolivianos consideram a planta da coca sagrada e mastigar as folhas, ou fazer um chá com elas, é muito popular.
A Constituição boliviana de 2009 até declarou que a folha de coca é um "patrimônio cultural" do país. O presidente do país, Evo Morales, já foi agricultor e cultivava as folhas. Ele faz campanha para descriminalizar o consumo de folhas de coca.
Se o papa Francisco realmente mascar folhas de coca durante sua visita à Bolívia, o ato significaria um grande apoio à campanha de Morales.
"Estamos esperando o santo padre com a folha sagrada de coca", disse Machicao.
A visita do papa à Bolívia é parte de uma viagem do pontífice pela América do Sul, que deve passar também pelo Equador e Paraguai. (BBCBrasil) 


O paradigma do medo

Quando se cria um paradigma, mesmo sendo absurdo, esse passa a ser uma verdade insofismável. Quando foi criado o paradigma de que o planeta Terra é redondamente esférico, mesmo os modernos equipamentos espaciais mostrando que não e bem assim, fica difícil se conceber a nossa Terra com outro formato que não seja a imagem produzida por efeitos de computação gráfica, a bola azul.
Dessa mesma maneira são criados os paradigmas sobre os mundos encantados, o mundo dos anjos, dos espíritos, das almas penadas, do purgatório e também do céu e inferno com seus administradores locais.
Pois bem, um dos maiores cientistas do final do século passado, Carl Sagan juntamente com outro cientista não menos importante, Frank Drake resolveram escrever uma carta para uns extraterrestres que moram, lá pelas bandas da constelação de Hércules, um aglomerado de estrelas, distante apenas 25 mil aninhos-luz.
A carta foi escrita em código binário e sua postagem foi através do maior radiotelescópio fixo do mundo localizado em Arecibo, Porto Rico. Isso foi em 1974 com previsão de entrega para 25 mil anos depois. Entre a postagem e a resposta dos ETs passaram apenas pouco mais de 25 anos.
A resposta veio em formato de "Crop Circle", ao lado do observatório de Chilbolton, na Inglaterra, numa réplica da carta de Carl Sagan e Frank Drake, respondendo “tin-tin por tin-tin” ao que estava escrito na mesma.
Isso aconteceu da noite para o dia e ninguém viu nenhum extraterrestre, nenhum disco voador e nenhum daqueles humanos que se dizem autores desses “crop circles”. Na verdade, seriam necessários dezenas desses voluntários e um verdadeiro canteiro de obras.
Como explicar? É fácil. É só esquecer os paradigmas e analisar. Se nossa visão está configurada para perceber apenas o que está sensível ao espectro eletromagnético que é de 4 a 7 mil angstrons, isso significa que, qualquer visitante com seus equipamentos e máquinas, que estejam fora dessa faixa espectrográfica, não poderão ser visto por nós.
Qualquer um que esteja fora dessa freqüência poderá circular pelas ruas, pelos shoppings, ir a estádios de futebol, da mesma maneira que nós, mas não será visto por ninguém.
Alem dessa nossa faixa espectrográfica existem outras com seus habitantes respectivos. Um espírito não se enquadra em nossa faixa espectrográfica por isso que ele não é visível aos humanos normais. Além de alguns extraterrenos e espíritos, ainda existem os lendários habitantes da natureza. A espectro é muito extenso e vai além do eletromagnetismo da luz. Estou falando do espectro “escalar” uma energia referendada por cientistas como Tesla, do“magnetismo animal” de Mesmer, do“fluido vital” dos espíritas, do “prana” dos antigos e do “Campo de Higgs” atualmente estudado pela ciência.
Não somos os únicos a compartilhar nosso planeta. Se os habitantes invisíveis quisessem nos fazer algum mal, ninguém teria como se defender.
O paradigma do medo um dia vai se acabar.
Será que, nesse momento, não há algum invisível, ao seu lado, lendo esse texto com você?
 
Conrado Dantas
conrado.cedraz@gmail.com
 

domingo, 28 de junho de 2015

ESTRATÉGIAS

Saiu ontem, na coluna do sempre muito bem informado Cláudio Humberto:"A Operação Acrônimo, da Polícia Federal, que investigava Benedito Rodrigues Neto, o Bené, empresário em Brasília, agora se concentra no governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel. Considerado um dos políticos mais promissores do PT, Pimentel era a 'arma secreta' de Dilma para a eleição presidencial de 2018. Só a eventual candidatura de Lula a demoveria da intenção de apoiá-lo em sua sucessão.

O primeiro método para estimar a inteligência de um governante é olhar para os homens que tem à sua volta. (Maquiavel)

Ainda sobre movimentos sociais
No momento em que escrevi a coluna publicada ontem, ainda não havia qualquer notícia sobre as manifestações de protesto na Avenida Paulista, envolvendo liderança sindicais.
Eu critiquei, ontem, neste espaço, a mudez dos movimentos sociais. Posso ter errado por milímetros (ou segundos), mas a verdade é que o que se viu, anteontem, em São Paulo, foi mais um ato contra Dilma.
Toda a imprensa pró-Lula está estampando manchetes arrasando com Dilma. Não tenho motivos para defendê-la, mas está bastante claro que se trata de um processo de bombardear a presidente para que Lula reapareça como Salvador da pátria. Ora, Dilma é cria de Lula, gente!

Ainda sobre Lula x Dilma (I)
Nunca é demais lembrar que, já no primeiro mandato de Dilma, apenas alguns meses após ela tomar posse, a imprensa denunciou um esquema do então poderoso José Dirceu (hoje renegado por Lula, inclusive), que montou um escritório em hotel próximo ao Planalto com o único objetivo de sabotar o governo Dilma.

Ainda sobre Lula x Dilma (II)
Caros leitores, o que as cabeças que ainda pensam neste país - inclusive aquelas raras que fazem parte do PT mas enxergam a realidade - devem entender é que Dilma nem de longe é a responsável, sozinha, pelo caos em que se encontra o País.
Saúde, educação e segurança públicas, por exemplo, que já vinham se deteriorando há décadas, pioraram terrivelmente desde 2002.

Ainda sobre Lula x Dilma (III)
Então, fica clara a armação: vamos colocá-la no Planalto, elegendo um "poste", e depois boicotar seu governo, para que eu (ele, o "todo-poderoso") volte em 2018 nos braços do povo.
O porém é que esse estratagema nos jogou de volta ao que há de mais reacionário na política brasileira e o resultado é o que estamos vendo aí. O resto é papo furado de marqueteiro, para engabelar.

E para finalizar...
Demissões que chegam perto da casa dos dois milhões de trabalhadores, metalúrgicas que produzem autopeças parando, rendimento do trabalhador achatado e inflação quase galopante.
Me digam: será tudo isso culpa de uma "crise internacional", de Dilma, ou do tremendo rombo que abriram nas contas deste pais ao longo de mais de uma década, e que agora tem que ser tapado com o sacrifício dos que menos têm? Ai, ai...

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Ronaldo recebe ministro das Cidades e governador para início das obras do BRT

Com as presenças do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, e do governador Rui Costa, o prefeito José Ronaldo de Carvalho dará início, nessa segunda-feira, 29, a partir das 10h, às obras do BRT (Transporte Rápido por Ônibus), um sistema de transporte coletivo de passageiros que vai proporcionar mais rapidez, pontualidade e maior mobilidade urbana aos usuários de Feira de Santana.

O anúncio da implantação do BRT, cujos recursos da ordem de R$ 90 milhões serão financiados pela Caixa Econômica Federal, se deu na tarde desta sexta-feira, 26, no Paço Municipal Maria Quitéria, diante de lideranças políticas, imprensa, secretários de governo e representantes de vários segmentos sociais.

O processo licitatório do projeto recebeu aprovação do Ministério Público Estadual e da União, da Caixa Econômica e do Ministério das Cidades, e as obras do BRT terão início com a implantação da Estação de Transbordo no bairro Sítio Novo, na região noroeste do Município.

Destaque nacional
O chefe do Executivo aproveitou o ensejo para também anunciar resultados de recentes dados estatísticos divulgados pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), que colocam Feira de Santana à frente de 11 capitais  no quesito Gestão Fiscal (IFGF) 2013, com o Conceito B, ou seja: uma boa gestão.

Feira de Santana é seguida por Salvador, Belo Horizonte, Teresina, Aracaju, Maceió, Florianópolis, Macapá, Cuiabá, Goiânia, São Luís e João Pessoa. Em relação ao IFGF, em 2012 Feira ocupava a 71ª posição no ranking da Bahia com 0.5216, e em 2013 saltou para a 7ª posição, com 0.6365, ficando entre os dez maiores resultados do IFGF 2013 no Estado.

  Na Análise Especial do IFGF consta que independentemente da posição no ranking, é importante analisar os resultados dos maiores municípios em cada estado. Na Bahia, cinco cidades representam 28,7% da população, dentre elas Salvador e Feira de Santana e Camaçari, destacados por ocupar uma posição no Top 10 estadual.

O Fluminense

          O clube feirense já nasceu com o nome errado. Mas eu até entendo. Naquela época os clubes do eixo Rio São Paulo inspiravam os torcedores e desportistas do resto do País. E tome-lhe Botafogo, Vasco, Corinthians, e o escambau do Ovo da Ema. Tem Flamengo até no Piauí. Então, vá lá que seja o Fluminense de Feira Futebol Clube. Quando eu era criança eu até ia pro Jóia da Princesa com meus irmãos e amigos assistir e torcer pelo clube da “terrinha”, embora eu gostasse mesmo era do Esporte Clube Bahia.
Aqui em Feira tinha, e até ressuscitaram recentemente, o “Bahia de Feira, grande rival do Fluminense. Era divertido. Era o melhor programa domingueiro da cidade. Curar a ressaca das boates de sábado nas piscinas dos clubes sociais e, após o almoço com a família, ir ao estádio assistir aos jogos do Fluminense que, com méritos, conquistou dois títulos estaduais.
        
Mas, foi justamente a partir de 1969, logo após conquistar seu segundo título baiano, que a derrocada começou. A família que investiu no clube resolveu retirar seu investimento, vendeu os melhores jogadores do clube, pegou seu dinheiro de volta e saiu de cena. Aí apareceram os “Salvadores da Pátria”. Não faltou quem quisesse pongar no sucesso recente do clube.  Fosse para fisgar alguns votos, fosse para aproveitar o ensejo para faturar algum. O fato é que o clube começou a se afundar em dívidas e a realizar campanhas medíocres nos torneios que disputava.
Em meados dos anos 80, surgiu uma oportunidade de soerguimento para o clube. O Empresário José Mendonça, que mantinha aqui em Feira uma rede de supermercados, foi convidado a participar da vida do clube. E ele não se fez de rogado. Àquela época a empresa italiana Parmalat, financiava a equipe do Parma, na Itália, e a do Palmeiras, aqui no Brasil. Ambas equipes brilhavam nos torneios que disputavam e seus jogadores integravam as seleções dos seus países.
A rede de supermercados Mendonça era cliente da Parmalat, e José Mendonça começou a entabular negociações para que a Parmalat viesse a financiar o Fluminense de Feira. Era um sonho até então considerado impossível. Seria o soerguimento definitivo. Dali em diante o Fluminense figuraria entre os grandes clubes do Brasil. Porém, os italianos queriam, é claro, que José Mendonça fosse o gestor do clube, representante dos interesses da Parmalat na Bahia. Todos aceitaram, é claro, que José Mendonça fosse o presidente do clube, mas, a diretoria permaneceria a mesma. Ele não teria o direito de nomear seus diretores. Mendonça, que de besta só tem a cara, não aceitou e morreu a grande oportunidade do Fluminense sair da petição de miséria em que se encontrava.
Vieram os anos 90, entramos no novo milênio e o clube ia de mal a pior. Não faltaram campanhas, doações de patrimônio, jogadores da base vendidos, e nunca o clube se erguia sem que ninguém soubesse onde ia o dinheiro. O então deputado Tarcízio Pimenta assumiu a presidência do clube e focou sua administração do saneamento das dívidas, principalmente as trabalhistas. Quando deixou a presidência, das mais de 30 questões trabalhistas, restavam apenas quatro para serem resolvidas. Seis meses depois já havia mais uma carrada de questões trabalhistas pendentes. Um terreno doado ao clube, situado às margens do rio Jacuípe, nunca foi ocupado e acabou invadido e está em questão até os dias de hoje.
Entramos no terceiro milênio, e o professor e empresário Jodilton Souza resolveu investir no Fluminense. Fez algumas contratações e a equipe parecia estar se acertando. Porém, incentivados por adversários e políticos que queriam assumir o clube para usá-lo como moeda de troca por votos, torcedores começaram a hostilizar Jodilton. Posicionavam-se em frente ao setor de cadeiras e tribunas, e de lá xingavam o empresário. Jodilton, que não tem sangue de barata, deixou o clube. “Estou com meu dinheiro no clube, e me chamam de ladrão”? – Queixou-se ele comigo certo dia. Deixou o Fluminense, comprou a Associação Desportiva Bahia de Feira, venceu o torneio de acesso e no primeiro campeonato da primeira divisão que disputou, foi campeão. Poucos anos depois o Fluminense foi rebaixado à segunda divisão.

Este ano ele conquistou o direito de voltar à primeira divisão do campeonato Baiano. Acredito em Gerinaldo, Luiz Paolilo e outros abnegados, verdadeiros torcedores, que tomaram as rédeas do clube e o levaram a esta conquista. Mas existem forças ocultas que corroem os alicerces do clube e não o deixam crescer. E contra elas, ser honesto não é suficiente. É preciso identifica-las e não ter medo de expurga-las da vida do clube de uma vez por todas. Se isso não for feito, o Fluminense nunca será grande.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Você seria considerado bonito em outras épocas?

A atriz e comediante britânica Dawn French, com seu corpo bem cheinho, disse certa vez que teria sido uma "supermodelo" se tivesse nascido no século 16. "Tenho certeza de que teria posado para (o pintor flamengo) Rubens e faria muito sucesso. Já a (magra modelo) Kate Moss teria sido usada como o pincel", declarou.
A piada de French não deixa de ter um fundo de verdade. Afinal, certos padrões de beleza mudam ao longo do tempo. Mas será que alguns aspectos da beleza seriam aceitos universalmente, em todas as culturas e através dos séculos?
Existem algumas razões evolutivas pelas quais a beleza deveria ser atemporal. Algumas características biológicas são um sinal de saúde, vitalidade e fertilidade – tudo o que é essencial para ser um bom parceiro para o acasalamento. No entanto, quanto mais biólogos e psicólogos buscavam exemplos, mais difícil era encontrar uma base puramente biológica para a beleza. (Leia no BBCBrasil) 

Facebook desenvolve ferramenta que pode te reconhecer mesmo sem mostrar o rosto

O Facebook já coleta informações de nossas fotos e inclusive sugere o nome dos seus amigos para você marcá-los quando posta imagens em que eles aparecem.
Mas agora a rede social pretende levar essa prática para um novo nível.
Uma equipe do Facebook que pesquisa inteligência artificial está trabalhando em uma ferramenta para reconhecer alguém mesmo se essa pessoa não estiver mostrando o rosto.

O algoritmo analisa mais de 100 partes diferentes do corpo, usando uma combinação de tecnologias de reconhecimento facial e corporal.
A ideia é que a ferramenta aprenda a reconhecer a mesma pessoa em diferentes poses e em diferentes fotos.
De acordo com a apuração da BBC, não há previsão para o lançamento dessa ferramenta.

Polêmica
Para checar se a ferramenta realmente funcionava, a equipe do Facebook a testou em 37 mil fotos e concluiu que, ao analisar imagens de 581 pessoas, o método atingiu 83% de precisão.
O uso de ferramentas de reconhecimento facial tem criado preocupações a respeito de questões de privacidade e já causou problemas para o Facebook.
Um exemplo disso ocorreu na semana passada, quando o Facebook anunciou o lançamento nos Estados Unidos do aplicativo Moments, que permite compartilhar fotos do celular com seus amigos sem ter de postá-las.
Na Europa, o lançamento do app foi suspenso por tempo indeterminado, justamente por conta da sua ferramenta de reconhecimento facial, que permite que seus amigos no Facebook sejam identificados.
Sem uma função para que o usuário opte ou não por essa ferramenta, o aplicativo não se encaixa nas leis europeias.(BBCBrasil)

Feira de Santana: Lei Orçamentária Anual começa a ser debatida no dia 7

As audiências públicas com a participação da sociedade civil organizada para debater e contribuir com a elaboração com o Projeto de Lei Orçamentária Anual, para o exercício de 2016 serão realizadas entre os dias 7 e 13 de julho.

No dia 7, o evento vai ser realizado em Tiquaruçu, na Sede da Casa da Prefeitura, às 9h; e às 15h, será iniciada a audiência em Maria Quitéria, no Posto do CRAS, à rua Padre Ovídio.

No dia seguinte será a vez dos distritos de Humildes, na Biblioteca Municipal, pela manhã, e Jaíba, no Salão Paroquial da Igreja Matriz, à tarde.

Na quinta-feira, 9, os moradores de Tiquaruçu, no Centro de Desenvolvimento Comunitário José Gregório, pela manhã, e do distrito de Governador João Durval Carneiro, na Creche Maria de Lourdes Almeida Machado, à tarde.

Os moradores de Bonfim de Feira apresentarão suas propostas no dia 10, pela manhã. O evento vai acontecer à rua da Aurora, 45. No mesmo dia os debates serão realizados no distrito de Matinha, à tarde, no Espaço de Severina, à Praça São Roque.

  Na segunda-feira, 13, será a vez das organizações sediadas na cidade. Pela manhã, participarão as regiões administrativas I, II e III; pela tarde será a ver das regiões administrativas IV e V. ambos os eventos serão realizados no Auditório Dr. João Batista de Cerqueira, na Secretaria de Saúde.

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Exército dos EUA terá motos aéreas no estilo 'Guerra nas Estrelas'

Cientistas britânicos e americanos anunciaram um acordo com o Departamento de Defesa dos Estados Unidos para desenvolver e construir uma moto voadora no estilo parecido das que aparecem nos filmes da série Guerra nas Estrelas.
Os engenheiros contam que o protótipo realiza muitas das funções que hoje são feitas por um helicóptero.
As motos voadoras serão usadas por militares, mas também em operações de emergência e de ajuda. (BBCBrasil)

Conheça o carro que encolhe e anda de lado

Olhando de fora, o EO Smart Connecting Car 2 não parece um veículo capaz de provocar uma revolução. Mas espere até ele começar a se mover.
Trata-se de carro urbano de dois lugares equipado com portas em estilo tesoura e muito vidro - um estilo que agradaria os fãs da série Jornada nas Estrelas.
O veículo usa quatro motores elétricos para deslocar seus 748 quilos a uma velocidade de até 64 quilômetros por hora.  As rodas, no entanto, são sua grande atração.

Manobras radicais
As rodas são articuladas nas extremidades dos eixos, liberando o carro para girar em torno de si mesmo sem sair do lugar. E para o deleite de alguns motoristas que ainda sofrem com suas balizas na hora de estacionar, o EO pode virar as quatro rodas a um ângulo de 90 graus e entrar de lado em uma vaga.
A máquina também consegue a proeza de se deslocar na diagonal, ao mover todas as rodas para a mesma direção. Para caber nas vagas mais estreitas, o EO tem um truque na manga. A parte de trás da cabine se ergue, junto com o motorista, e seus eixos se unem por baixo, fazendo o carro se encolher de 2,5 metros para 1,5 metro – mais curto do que uma Vespa.

Robô disfarçado
Assim como todo bom Transformer, o EO é, na realidade, um robô disfarçado.
Ele foi desenvolvido pelo Centro de Pesquisa em Inteligência Artificial da Alemanha. E, igual ao carro automático do Google, o EO é dotado de uma série de sensores – como câmeras e scanners – que transmitem a eles informações sobre o entorno em tempo real.
Conforme sua inteligência artificial for melhorando (e seus criadores asseguram que isso vai ocorrer, assim como as baterias se tornarão mais eficientes e leves), o EO vai ter a capacidade de dirigir e estacionar sozinho, além de ser capaz de ir buscar seu dono quando for chamado.
As futuras repetições do sistema de inteligência devem permitir que vários carros se unam em comboio (ou "pelotões", como preferem seus criadores) para viajar na estrada, o que permite mais eficiência de energia e segurança.
Já os motoristas, que não precisarão mais conduzir, poderão conversar uns com os outros por uma rede, ler ou comer, por exemplo.
Os pelotões também poderão incorporar módulos de carga ou veículos de apoio de recarga das baterias.
É inegável que o EO representa muitas ideias pensadas "fora da caixa". (BBCBrasil)


terça-feira, 23 de junho de 2015

Imigrantes brasileiros fogem de crise e voltam a Reino Unido

O brasileiro Hiany Dipapidis, de 27 anos, morou no Reino Unido há seis anos e voltou para o Brasil durante a crise financeira internacional. Há dois meses, regressou a Londres. Os motivos são os mesmos que estão levando muitos brasileiros ao exílio voluntário em outro destino comum, Miami, nos Estados Unidos: crise econômica, desvalorização do real e insatisfação com o governo.
"A situação no Brasil está muito ruim. O PT governa para os pobres. O Aécio ia governar para a classe média. Isso sem falar na corrupção", diz Dipapidis, que é entregador de pizza.
Desde a reeleição da presidente Dilma Rousseff no ano passado e com a deterioração da economia, o Reino Unido vive uma nova onda de imigração de brasileiros, de acordo com associações de brasileiros e advogados especializados em imigração ouvidos pela BBC Brasil.
Eles destacam que os motivos não são apenas políticos: a crise econômica se acentuou desde então e a libra se valorizou no período.
"Desde novembro é absurda a quantidade de gente vindo para cá. O número de associados aumentou cinco vezes", diz Carlos Mellinger, da Casa do Brasil - associação que auxilia brasileiros no Reino Unido.

"A libra está valendo quase R$ 5, o que beneficia quem manda dinheiro para o Brasil", diz Carlos. "E muita gente é antigoverno, diz que não aguenta mais a 'roubalheira'", afirma. (BBCBrasil)

Jeans apertado pode danificar músculos e nervos, alerta estudo

Uma australiana de 35 anos foi ajudar a encaixotar a mudança de um parente e acabou sendo internada por dias, com danos nos músculos e nervos da perna. A culpa, segundo os médicos, foi do jeans apertado que ela estava usando.
O caso foi publicado no Journal of Neurology, Neurosurgery and Psyachiatry por pesquisadores australianos da Universidade de Adelaide, em um estudo para alertar sobre os perigos de se usar jeans bastante apertados, conhecidos como "skinny".
O perigo no caso da australiana é que ela passou horas agachada, esvaziando armários. No meio do dia, ela sentiu que sua calça estava extremamente apertada e, quando estava a caminho de casa para tirá-la, caiu e não conseguiu mais se levantar.
Seus pés estavam dormentes e ela teve de ser levada ao hospital. Chegando lá, suas pernas e tornozelos estavam severamente inchados – tanto que seu jeans precisou ser cortado.
Os médicos perceberam que havia um dano no nervo entre a panturrilha e os pés da paciente - e a diagnosticaram com síndrome compartimental. Eles disseram que o problema foi agravado por seu jeans justo. Segundo eles, essa síndrome é extremamente dolorosa e pode ter consequências sérias, ligadas ao inchaço excessivo ou a possíveis problemas de sangramento nos músculos.(Leia mais no BBCBrasil) 

Magníficos comanda última noite do São João de São José

A última noite do tradicional São João de São José, no distrito de Maria Quitéria, prometer ser quente. Nesta terça-feira, 23, o comando da festa junina fica por conta da banda Magníficos.
A festa está prevista para começar as 20h, com a apresentação de Zé Araújo. A segunda a entrar no palco é a banda Magníficos, que promete cantar os sucessos do forró das antigas. Kixote é Esse e Acarajé com Camarão fecham os festejos.
            Nos dois primeiros dias de festa passaram pelo palco de São José as bandas: Aviões do Forró, Luan e Forrozão Estilizado, Saia Rodada e Chambinho do Acordeon.

 Tiquaruçu
Para a população do distrito de Matinha a festa começa nesta terça-feira, 23, a partir das 20h. Nesta primeira noite quatro bandas se revezam no palco montado na praça principal. A festa começa com apresentação da banda Pé de Cerca. Na sequência terá os shows de Timbaúba, Vaqueirama e Axé e Beijo no Forró.
Na região os festejos se encerram na quarta-feira, 24. No último dia tem Beto Cardoso, No Xote, Xote Garoto, Cheiro Perfumado e Arrocha e Mexe.

O futebol


“O ópio do povo”; “A Pátria de chuteiras”; “Invenção do demônio”. “O esporte nacional”. São referências comuns ao futebol brasileiro, dependendo de quem fala e da conjuntura sócio política do momento. De vero apenas o fato que o futebol é o esporte mais popular do Brasil e do mundo, haja vista que tem um evento mundial só dele, a Copa do mundo, embora tenha participação também nas Olimpíadas. Mas, como quase tudo que o dinheiro toca apodrece, com o futebol não foi diferente. Demorou, mas enfim veio à tona o mar de lama que envolve esse esporte através dos seus mais insignificantes dirigentes e jogadores, até os altos escalões das federações nacionais e da sua entidade maior, a Federation Internationale de Football Association (Fifa).
         Talvez alguma coisa mude, mas será muito pouco e por pouco tempo, porque nada suporta a deterioração que os interesses financeiros podem causar às pessoas e instituições. Há muito as pessoas se questionam porque os recursos tecnológicos disponíveis não são utilizados para redimir dúvidas em lances capitais dos jogos, o que poderia diminuir a carga de responsabilidade dos árbitros e auxiliares, evitando reclamações, brigas e, o que é pior, permitindo que resultados possam ser manipulados e alterados deliberadamente. Por que não utilizar os recursos tecnológicos? Porque não há interesse dos dirigentes, que preferem continuar com a catimba, o trambique, a malandragem, a fabricação de resultados. Os casos escabrosos ocorridos no futebol mundial, se contados, gerariam milhares de páginas impressas. Só pra lembrar alguns: Alemanha perdendo para a Áustria por 1 X 0, placar exato que classificaria os dois. Peru tomando seis da Argentina para desclassificar o Brasil. Gol legitimo do Vasco sobre o Flamengo, em que a bola entrou mais de um metro, diante dos olhos do fiscal de linha, e que foi anulado. Refletores apagados no Barradão, e árbitro mandando o Fluminense voltar a campo depois de ter dado a partida por encerrada e os jogadores já se encontrarem de banho tomado, sem uniforme, e sem o necessário aquecimento.
         Esses fatos são corriqueiros no futebol mundial. Agora mesmo tivemos aqui no Brasil o caso da Portuguesa, vítima de um trambique da própria CBF, interessada em manter o Fluminense do Rio na primeira divisão. O clube reclamou na justiça comum e foi perseguido, sendo rebaixada para série B, logo em seguida, para a série C, do campeonato brasileiro. E o caso é recorrente, pois o Fluminense do Rio já havia sido rebaixado duas vezes anteriormente, e em ambas as vezes, virou a mesa na base do trambique e do conchavo espúrio com dirigentes da CBF. Alie-se tudo isso ao monopólio da rede Globo, que compra os direitos de transmissão exclusivos de todas as séries do Brasileirão, para vender pacotes caríssimos dos seus canais fechados e manipular o horário dos jogos para não abrir mão da sua programação de telejornais e novelas.
         O resultado disso tudo é o que se vê. Estádios vazios e torcedores bandidos a trocar tiros, socos, pauladas e facadas nas arquibancadas. Bandidos, sim! Porque nenhum trabalhador ou chefe de família vai deixar o conforto da sua casa para se arriscar nas ruas inseguras das cidades brasileira nas altas horas das noites e madrugadas. Só mesmo vagabundos.
         Mas a decadência do futebol brasileiro é o reflexo da decadência da sociedade brasileira, que está se tornando um pais de ignorantes, semianalfabetos, onde as autoridades não se dão ao respeito e por isso mesmo ninguém mais respeita o país, a ponto da Venezuela se sentir à vontade para insinuar uma invasão ao Brasil. Eu não assisti, até porque o jogo da seleção feminina estava mais interessante, mas me disseram que o árbitro do jogo Brasil e Colômbia deixou o pau correr solto, e ainda expulsou Neymar sem motivo, demonstrando clara intenção de tirar o Brasil do caminho do Chile, seu pais natal. Se assim foi, podem apostar que vai dar Chile na cabeça nessa Copa América. Como eu afirmo sempre: Onde há muito dinheiro envolvido, o jogo é sempre de cartas marcadas. Besta é quem ainda torce e faz festa para jogadores.
         A propósito. No dia em que perderam para a Colômbia, os jogadores brasileiros ficaram tão tristes que foram afogar suas mágoas numa boate alugada, repleta de belas prostitutas e bebidas caras.

         Pra frente Brasil!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Ideoplastia e as formas pensamento

 Ser espírita é ser fiel aos fundamentos doutrinários deixados por Kardec, já espiritizar é simplesmente compartilhar os aprendizados inerentes ao mundo espiritual. Isso até parece um jogo de palavras, mas só parece.
Nos contam alguns espíritos e também alguns encarnados que fazem “viagem astral” que, fora do nosso mundo material, a ideoplastia é bastante praticada por qualquer um.
Se um desencarnado mentalizar uma maçã, um relógio ou um belo chapéu, imediatamente estes lhes serão criados. As pessoas que fazem viagem astral também podem “plasmar objetos” e praticar a ideoplastia.
Plasmar é copiar algo enquanto a ideoplastia é dar forma a um pensamento.
Se qualquer um desencarnado pode praticar essa técnica, porque nós encarnados também não podemos fazer a mesma coisa? A verdade é que fazemos isso constantemente e nem percebemos.
Como o nosso plano material não é muito favorável a essa prática, o máximo que conseguimos é geral uma boa quantidade de larvas astrais em nossa volta.
Larvas astrais são as formas-pensamento bastante conhecidas dos espíritas.
No nosso plano físico, criamos larvas astrais a todo instante e, a depender do nosso estado emocional ou racional, produziremos algumas coisinhas sem forma, andantes e que começam a rastejar pela nossa aura. Se forem alimentadas pelo seu dono elas crescem, se emancipam e se transformam em íncubos, súcubos, fantasmas, eguns, etc.
Uma pessoa, durante uma guerra de palavras com outra, cria algumas formas-pensamento com as características do momento e estas se grudam em sua própria aura. É por isso que fica difícil se descrever a aparência dessas coisinhas nojentas.
Também existem as formas ideoplásticas coletivas muito semelhantes às “tattwas”, espécie de egrégoras geradas espontaneamente pela própria natureza.
Várias pessoas com medo de algo ou imaginando um personagem fictício tipo a mula sem cabeça, o saci pererê, um indiozinho, um Et da floresta ou até mesmo as sete almas bondosas, imediatamente elas lhes dão vida no plano astral e, mesmo sem estar materializadas, começam a interagir entre os encarnados.
Enquanto algumas formas ideoplásticas se alimentam de pequeninas formas-pensamento gosmentas que estão grudadas na aura de quem as criou, outras se alimentam dos fluidos produzidos em oferendas tipo; comidas, velas, flores, orações e pedidos, etc.
Em toda oferenda há uma conexão mental e esta produz um certo fluido energético que, na realidade, é um alimento bastante apreciado pelas entidades criadas coletivamente e não importa por quem.
As larvas astrais atraem os predadores que apreciam esse alimento e ainda induzem o portador a produzir mais larvas astrais.
O ruim desse problema é que as entidades que se alimentam das larvas que estão grudadas na aura vão permanecer juntas à sua fonte de alimento e só sairão de lá se a produção de larvas astrais se acabar ou se essa pessoa fizer uma limpeza energética. Pode ser um Reiki, Johei, Passe cromático ou simplesmente limpeza de aura, mas tem que ser diariamente. Caso contrário, só aquela reforma íntima cantada em prosa e verso pelos kardecistas, pode amenizar o problema.
Conrado Dantas

conrado.cedraz@gmail.com 

O Arraiá da Feira terá 100 horas de forró até o dia 28


 Está aberta a temporada de forró no município de Feira de Santana. O Arraiá da Feira foi iniciado na noite deste domingo, 21, no distrito de Maria Quitéria, com o tradicional São João de São José. Até o dia 28 de junho serão cerca de 100 horas de forró para animar os amantes dos festejos juninos.
A festa começou com a apresentação da banda Swtak do Forró, que esquentou o público que chegava a praça principal do distrito. Logo após, foi a vez da coroação das majestades do São João de São José.
A rainha, Rebeca Fonseca Barbosa, e as princesas Amanda Oliveira Santos e Aleandra Ferreira, receberam das autoridades as faixas e coroas para reinarem durante os três dias dos festejos (21 a 23 de junho). O prefeito José Ronaldo de Carvalho participou da solenidade. Sem deixar o público esfriar, o cantor J. Sobrinho trouxe o autêntico forró pé-de-serra.
Ainda era domingo quando Chambinho do Acordeon entrou no palco. O cantor, que interpretou Luiz Gonzaga no filme “Gonzaga: de pai para filho”, era a atração mais esperada da noite. Em seu repertório, músicas como “Sabiá”, “Xote das meninas”, “Morte do Vaqueiro” e “Asa Branca”.
Entrando na madrugada da segunda-feira, 22, a banda Saia Rodada começou a fazer seu show. Com os antigos e novos sucessos, o grupo de forró eletrônico não deixou ninguém parado.

  Nesta segunda a festa será comandada pelas bandas Aviões do Forró e Luan Estilizado – finalista do programa Super Star, da Rede Globo. Na noite ainda terá as apresentações de Arquivo Nordestino e Jurandir da Feira. O início da programação está previsto para as 20h.

Foto com biquinho no Tinder? A ciência explica

Cientistas sugerem que a escolha de fotos para aplicativos de encontros e a escolha dos parceiros por meio destes aplicativos depende muito mais de instintos primitivos do que de decisões racionais.
E estas decisões instintivas podem ajudar explicar os selfies com biquinhos, as fotos feitas com taças de bebidas caras, e a razão de alguns homens agirem como bobos quando finalmente arrumam parceiros.
Segundo o pai da teoria da evolução, Charles Darwin, humanos, como todas as criaturas, competem por um parceiro adequado.
Na natureza, esta competição ocasionalmente envolve espancamento de adversários, mas grande parte das estratégias envolve algo para impressionar possíveis parceiros.
Algumas aves, morcegos, lagartos e peixes se reúnem para que os machos possam se exibir e as fêmeas possam escolher um namorado com as maiores penas ou qualquer que seja o atrativo exibido pelo animal.
No entanto, não existia algo assim para os humanos até o aparecimento de aplicativos como o Tinder.
Estes aplicativos permitem que a pessoa analise muitos possíveis parceiros de uma vez e tudo o que a pessoa tem para a analisar é uma foto.
Sean Rad, um dos fundadores do Tinder, afirmou recentemente que os usuários do aplicativo "entendem as fotos em um nível profundo". E a ciência parece concordar com esta afirmação.
Cientistas afirmam que humanos são programados para achar que certos traços são atraentes.
Falando diretamente: homens são atraídos pela boa aparência enquanto que as mulheres dão mais mais valor a um parceiro com recursos para compartilhar.
Sensualidade, posses e poses
"Acho que ninguém fez uma pesquisa científica no Tinder, ainda", disse Laurie Santos, professora de Psicologia na Universidade de Yale, nos Estados Unidos.
A professora nota que muitos homens mostram fotos com carros esportivos ou relógios Rolex ou fotos de férias em lugares caros, ou seja, mostram os recursos.
"Nós prevemos que as mulheres no Tinder devem tentar parecer sexy, enquanto os homens precisam mostrar suas coisas", disse.
Seguindo esta linha de pensamento, homens que procuram mulheres querem que elas sejam saudáveis e consigam ter filhos.
Os ancestrais pré-históricos dos humanos tinham que tentar adivinhar quem era as mais férteis: mulheres com curvas e com cinturas mais finas que os quadris eram a melhor aposta.
E isto parece familiar até nos dias de hoje. Muitos usuários do Tinder falam sobre o número de mulheres fotografadas com uma pose típica: mão no quadril, uma perna dobrada, tudo para aumentar a curvas. Leia matéria completa no BBCBrasil.