quinta-feira, 31 de julho de 2014

Existe humano sem espírito?


Eu sempre estou batendo na tecla que nós humanos somos consciências espirituais, de uma linhagem nobre e de origem solar. Nunca precisamos respirar oxigênio nem comer as porcarias que nosso “avatar físico” gosta ou é levado a comer.
O espírito não nasce e também não morre, quem morre e quem nasce é seu “avatar físico” que muitos, se apóiam na Teoria Darwiniana para reforçar a teoria que o corpo que usamos, foi uma evolução do macaco. De certa forma há uma verdade implícita.
O espírito não tem Karma. É impossível um espírito ficar sujeito às leis de causa e efeito, pois o Karma pertence, exclusivamente, ao seu avatar físico.
Cada espírito que interage aqui na terra usando um avatar físico, o faz desde milhares de anos, e tem mais, não pode trocar de avatar. Tem que usá-lo até atingir a sua maturação espiritual.
É nessa parte que muitos acionam, imediatamente, o botão da “fé cega”; “não é bem assim”. Uma coisa é certa, tudo é uma questão de paradigma cultural.  
Ninguém nunca viu um espírito subordinado às leis de causa e efeito. Espírito vive as lembranças de suas encarnações como se fossem reais, quer esteja no Umbral, nas cidades espirituais ou até mesmo no plano terreno em tempo real.
Já o avatar, o “bípede”, não consegue viver essas lembranças dessa mesma maneira. Ele não consegue acessar o Umbral, nem as cidades espirituais. Seu Umbral e seu habitat é simplesmente sua Egrégora Coletiva. Ele, ou qualquer animal, só acessará uma cidade espiritual se for conduzido ou plasmado por um ser espiritual.
O Bípede, sim, está sujeito às leis de “causa e efeito”. O grande problema é que o espírito, por está conduzindo esse seu “avatar”, sentirá todas as dores e conseqüências dos débitos atraídos por seu macaquinho e vai ter que agüentar sem reclamar, pois, na maioria das vezes, foi ele que o colocou, como se diz popularmente, em situação de “sparring”.
Um espírito para reassumir o controle do seu avatar recém nascido, leva, no mínimo, três anos se harmonizando pacificamente com sua “pineal” e “Egrégora Coletiva”.
 O avatar pode até nascer em famílias ou etinias diferentes por atrações ou débitos kármicos, já o espírito, dito reencarnante, quer queira quer não, nunca vai poder trocar de bípede, pois sua configuração quântica não lhe permite. Isso pode ser provado cientificamente através da Lei da Reencarnação onde cada avatar carrega sua própria história desde antigas reencarnações.
Esse é um assunto velado, pois até existem “bípedes” independentes convivendo pacificamente com os espiritualizados e não pense que por ser um bípede sem espírito isso tira seus méritos, não. Os animais não têm espíritos e vivem tranqüilamente entre nós. O bípede é diferente dos outros macaquinhos, dos papagaios, dos golfinhos, etc, e mesmo não tendo espírito ele pode acessar a sua sábia Egrégora Coletiva e até receber a mesma educação formal que um bípede espiritualizado, pois o cérebro é propriedade exclusiva do macaquinho e, só as emoções nobres, pertencem ao espírito.
Conrado Dantas
conrado.cedraz@gmail.com

Inauguração de comitê marca abertura oficial da campanha de Zé Chico



  Com a presença do prefeito José Ronaldo de Carvalho, vice-prefeito Luciano Ribeiro, deputados estaduais Carlos Geilson e Targino Machado, além de candidatos a deputado estadual, vereadores feirenses, lideranças locais e da região, Zé Chico, candidato a deputado federal pelo Democratas, inaugurou o comitê de campanha na noite de terça-feira,29, instalado na avenida Getúlio Vargas, no centro de Feira de Santana.

A inauguração, que marca a abertura oficial da campanha de Zé Chico, transcorreu em clima de confiança em sua eleição, conforme enfatizaram todos os oradores. O prefeito José Ronaldo previu que Zé Chico será vitorioso e vai exercer o mandato com dignidade, respeitando o eleitorado, defendendo os interesses de Feira de Santana no Congresso Nacional. Realçou o histórico do candidato, homem simples e humilde, e aconselhou que faça peregrinações em busca do voto popular, mantendo com o povo um diálogo sincero e franco, que é uma das suas marcas.

Zé Chico, que no mesmo dia estava aniversariando, falou da ligação política com o senador João Durval Carneiro e com o prefeito José Ronaldo, reafirmou o compromisso com o povo feirense, com apresentação de emendas para obras e investimentos no município e disse que vai dedicar o máximo de si para não decepcionar o eleitor. "O meu gabinete em Brasília será de Feira de Santana", afirmou, ao mesmo tempo em que revelou que vai instalar um escritório na cidade, para manter um relacionamento permanente com a população.

Presente nas urnas

O deputado estadual Carlos Geilson fez relação direta com o aniversário de Zé Chico, observando que o presente para ele será dado no dia 5 de outubro, com o voto dos feirenses nas urnas, conferindo-lhe a vitória. Destacou que "precisamos de nomes novos na política", enfatizando que "as pessoas  de bem devem participar do processo político-eleitoral". Classificou Zé Chico como "um candidato digno e honrado" que irá projetar o nome de Feira de Santana na Câmara dos Deputados.


Voto com consciência

Targino Machado salientou que a eleição de políticos que não correspondem às expectativas é responsabilidade do próprio eleitor. Destacou que é necessário que o vote com consciência, avaliando a história dos candidatos e ressaltou que Zé Chico representa o perfil de um futuro deputado federal que vai respeitar os compromissos assumidos com a população feirense, atendendo as demandas da comunidade. "Por isso é o meu federal", afirmou.

Hospital em Humildes

Durante a inauguração do comitê de Zé Chico,  foi anunciada a futura construção de um hospital no distrito de Humildes, com recursos provenientes de emenda parlamentar para o orçamento do Governo Federal do próximo ano, de autoria do senador João Durval Carneiro.
Zé Chico, suplente do senador João Durval, revelou que fez o pedido do hospital de Humildes ao ex-governador e, ontem, recebeu um telefonema informando sobre a emenda. "No próximo ano, estaremos em Brasília cobrando a liberação da emenda, para que as obras sejam iniciadas o mais breve possível", adiantou. (Fonte: ascomzechico@gmail.com)