terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Mulher processa ex por quebrar a cama ao fazer sexo com outra

Uma zimbabuana entrou com um processo contra o ex-marido depois que ele quebrou a cama do casal ao fazer sexo com uma amante. Nonkazimulo Dube, que mora em Bulawayo, pede cerca de R$ 350 de indenização na ação contra Talent Tafara.

Na ação, a mulher traída alega que um carpinteiro confirmou que a cama quebrou durante o ato sexual. "Um carpinteiro me disse que a julgar pela forma como a cama quebrou algo excessivo teria acontecido", disse ela.

Nonkazimulo destacou que o ex-marido confessou que estava tendo relações sexuais com outra mulher. Ela acrescentou que tentou em vão convencer Tafara a consertar a cama, mas ele se recusou, forçando-a entrar com o processo.

"Eu comprei a cama no ano passado e o peguei fazendo sexo com duas mulheres diferentes, mas o perdei. No entanto não posso mais perdoá-lo, porque ele quebrou a cama por fazer sexo com outra mulher, em vez de mim", afirmou;. O caso será analisado por um tribunal local no dia 4 de fevereiro. As informações são do G1.

Ameaças à liberdade de expressão

O SOPA, Sigla em inglês para Parar Atos de Pirataria Online, é uma proposta que tramita no Congresso dos EUA e que propõe significativas alterações na forma de combate à pirataria no ambiente da internet. A justificativa da lei informa que o Projeto de Lei moderniza as leis americanas na esfera Penal e Civil para atender aos novos desafios e proteger os empregos americanos.

A nova lei permitiria ao Departamento de Justiça dos EUA investigar, perseguir e desconectar qualquer pessoa ou empresa acusada de disponibilizar na rede sem permissão material sujeito a direitos autorais dentro e fora do país afetando inclusive empresas brasileiras. Obrigaria aos sites de busca, provedores de domínios e empresas de publicidade americanas a bloquear os serviços de qualquer site que esteja sob investigação do Departamento de Justiça por ter publicado material violando os direitos de propriedade intelectual. Em um segundo momento estes provedores, que estão todos nos EUA, teriam que cumprir os pedidos do Departamento de Justiça para evitar serem eles os afetados pela regulação.

Outro projeto semelhante tramita no Senado americano. Chamado de PIPA, sigla em inglês para Proteção contra Atos de Pirataria à Propriedade intelectual. O projeto propõe penas de até cinco anos de cadeia para pessoas condenadas por compartilhar material pirateado 10 ou mais vezes ao longo de seis meses. Suas propostas também prevêem punições para sites acusados de “permitir ou facilitar” a pirataria. Em tese, um site pode ser fechado apenas por manter laços com algum outro site.

Ambos os projetos receberam tamanha reação do mundo inteiro, que o governo americano os adiou de pauta, recomendando maiores estudos sobre a questão, porque há o temor mundial de que venha a cercear a liberdade de expressão, atitude que caracteriza os regimes ditatoriais. O povo americano é politizado e reage com veemência, a às vezes até com violência, a qualquer ameaça à Democracia.

Americanos, canadenses, europeus, sabem muito bem o que significa dar brechas para que se implantem ditaduras. Começa assim, com uma proibiçãozinha ali, outra acolá, e culmina com o amordaçamento da Imprensa, com restrições ao direito de ir e vir, e o assassinato político. Por isso que o mal tem que ser cortado logo na raiz.

Aqui no Brasil o governo há muito tempo tenta amordaçar a Imprensa, o que significa que já está dando os últimos passos para a implantação de uma ditadura. Eu já vi isto acontecer e chamo a atenção sempre que tenho oportunidade, porque não quero ver aqueles horrores novamente.

Quando seus entes queridos forem presos, assassinados, ou simplesmente desaparecerem, não digam que não sabiam dos riscos de não querer participar da vida pública e de viver alienado da política.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Dia 30, o dia da saudade.

30 de janeiro. Neste data é comemorado o dia da saudade, palavra esta que só existe na língua portuguesa e galega e serve para definir o sentimento de falta de alguém ou de algum lugar.

A palavra saudade tem origem latina, é uma transformação da palavra solidão, que na língua escreve-se “solitatem”. Com o passar dos anos, assim como outras palavras se transformam de acordo com as variações da pronúncia, solitatem passou a ser solidade, depois soldade e, finalmente, saudade.  Conforme Jussara de Barros, graduada em Pedagogia, no dia da saudade as pessoas geralmente se dedicam às lembranças de seus entes queridos que estão ausentes, de fatos que viveram ou de lugares e objetos que marcaram suas vidas. Isso faz com que a palavra saudade se torne melancólica, trazendo certo sofrimento.
Saudade é também definida como “a sensação de incompletude, ligada à privação de pessoas, lugares, experiências, prazeres já vividos e vistos, que ainda são um bem desejável”, segundo o dicionário Veja Larousse.

Não existe uma palavra capaz de traduzir o significado amplo de saudade, mas algumas delas trazem conceitos próximos, mas não tão nobres. Em inglês, saudade é “I miss you” que quer dizer sinto sua falta; em Francês “souvenir”, que significa lembrança; em italiano “ricordo affetuoso”, recordação afetuosa; em espanhol “recuerdo ou te extraño mucho, que significam lembrança e sinto falta, respectivamente.

Ao longo da história podemos perceber a saudade nas músicas e nos poemas, desde longos anos. Charlie Chaplin diz: “Sorri quando a dor te torturar e a saudade atormentar os teus dias tristonhos vazios”; Luis Fernando Veríssimo determina que “não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar”; Vinícius de Moraes e Tom Jobim cantaram a saudade dizendo: “Chega de saudade, a realidade é que sem ela não há paz, não há beleza é só tristeza e a melancolia que não sai de mim, não sai de mim, não sai”.

Os sertanejos também retratam muito a saudade, pois deixam o campo para trabalhar na cidade. Chitãozinho e Xororó falaram da saudade retratando que “por nossa senhora, meu sertão querido, vivo arrependido por ter deixado. Esta nova vida aqui na cidade, de tanta saudade, eu tenho chorado”.

E o rock não podia deixar de se manifestar sobre o tão nobre sentimento. Raul Seixas registrou sua expressão na letra que diz “hoje é feriado, é o dia da saudade, hoje não tem aula pra garotada, velhas de varizes na calçada, só na saudade”.

Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola - http://www.brasilescola.com

Para comemorar o dia da saudade...

FBI vai monitorar as mídias sociais

Em um período marcado pelos protestos contra o SOPA e o PIPA – projetos de lei do Congresso dos Estados Unidos que têm potencial para ‘censurar’ a internet -, o FBI (Federal Bureau of Investigation), conseguiu aumentar a polêmica sobre liberdade na internet: a polícia federal americana decidiu que vai passar a monitorar as redes sociais.

Os planos da agência foram descobertos pela equipe da revista New Scientist, e envolvem o desenvolvimento de um aplicativo para web capaz de acompanhar, em tempo real, ‘possíveis ameaças à segurança’ do país. Entre os parâmetros estabelecidos pela agência, destaque para o acompanhamento automático de posts sobre crises e eventos sociais compartilhados em plataformas como Twitter e Facebook e a inclusão de mapas de geolocalização nos casos que forem dignos de alguma notificação (para a lista completa, acesse o Mashable).

Coincidência ou não, a notícia veio à tona na mesma semana em que o Google e o Twitter divulgaram mudanças nos termos de privacidade e no controle das informações publicadas pelos usuários. Apesar de ter recebido uma enxurrada de críticas quanto a possíveis invasões de privacidade, o governo americano manteve sua posição: posts e tweets são informações públicas e, portanto, passíveis de serem acompanhadas sem qualquer tipo de infração legal.
Você concorda? Ou se incomodaria em ter suas postagens monitoradas?

http://super.abril.com.br/

Twitter poderá censurar mensagens por país


O Twitter está anunciando que, a partir de agora, possui a capacidade técnica de censurar tuítes por país - bloqueando uma ou mais mensagens apenas em determinado lugar. Segundo os donos do site, trata-se de uma boa notícia, pois é melhor fazer um bloqueio regional do que impor a medida aos usuários do mundo inteiro. O comunicado é um pouco vago sobre o que poderá ser deletado ou censurado, mas diz o seguinte:
“Com nosso crescimento internacional, vamos entrar em países que têm ideias diferentes sobre liberdade de expressão. Alguns desses países diferem tanto das nossas ideias que não poderemos existir neles. Outros são similares mas, por motivos históricos ou culturais, restringem certos tipos de conteúdo, como a França ou a Alemanha, que proibem conteúdo pró-nazismo.”

Tuites pró-nazismo são inadmissíveis em qualquer lugar do mundo, não apenas nessas nações. Logo, o exemplo não justifica o controle regional. E o resto é meio estranho. Se o Twitter diz que há países tão repressores que o serviço não poderá “existir neles”, por que criou uma ferramenta para remover conteúdo local? Ou o site deixa um país que considere repressor, ou utiliza a ferramenta para atender ao governo dele. São coisas mutuamente excludentes. (Fonte: http://super.abril.com.br)

domingo, 29 de janeiro de 2012

Ter amigos por perto em momentos difíceis traz benefícios imediatos para o cérebro

A presença do melhor amigo na vida das pessoas é ainda mais importante do que se pensava – especialmente durante experiências negativas. Um estudo da Universidade de Concordia publicado na revista Developmental Psychology e conduzido com a colaboração de pesquisadores do Centro Médico do Hospital Infantil de Cincinnati descobriu que uma companhia amiga nessas situações tem um impacto imediato sobre corpo e mente das crianças. Um amigo fiel pode até minimizar os efeitos de um momento ruim.

Isso acontece porque os sentimentos de autoestima e os níveis de cortisol (um hormônio produzido naturalmente pela glândula adrenal em resposta direta ao stress) dependem muito do contexto social de uma experiência negativa. “Se uma criança está sozinha quando entra em apuros com um professor ou tem uma discussão com um colega de classe, vemos um aumento considerável nos níveis de cortisol e diminuição do sentimento de autoestima”, disse William M. Bukowski, coautor do estudo. Para descobrir isso, 55 meninos e 48 meninas da quinta e sexta séries de escolas locais de Montreal, no Canadá tiveram seus sentimentos e experiências monitorados ao longo de quatro dias. Eles também fizeram testes regulares de saliva para monitorar seus níveis de cortisol.

Já era fato conhecido que as amizades fazem bem para as crianças a longo prazo, mas este estudo prova que a presença de um amigo traz benefícios imediatos em experiências negativas. O resultado também dá mais uma pista sobre como formamos nossa identidade adulta a partir de experiências infantis. Nossas reações fisiológicas e psicológicas quando somos pequenos causam impactos em nossa vida mais tarde. O aumento de stress pode realmente retardar o desenvolvimento de uma criança, já que a secreção excessiva de cortisol pode levar a significativas alterações fisiológicas, incluindo a supressão imunológica e diminuição da formação óssea, por exemplo. Nossos sentimentos de autoestima nessa fase interferem muito em como vamos nos ver quando adultos. Sim: mesmo que percamos o contato com o tempo, devemos muito do que somos hoje aos nossos amigos de infância.

 http://super.abril.com.br/blogs
Imagem: Columbia Pictures / Divulgação

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012


Aeroporto
Na próxima terça-feira (31), será realizada uma Audiência Pública, às 10 horas, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) para discutir as regras que vão nortear o processo de licitação para as obras no Aeroporto João Durval Carneiro. A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba), pretende ouvir os usuários e prestadores de serviços de transporte aeroviário de passageiros e cargas do Aeroporto sobre o assunto. Mais informações: (75) 8113-8880 (Ludmilla Torres) / 9167-1347 (Tarcísio Branco) / 9119-2490 (Fabiana Andrade)

Só não comigo...
Creio que a maioria de nós homens já teve ou tem um amigo que não consegue pegar ninguém. Quando muito ele pega um resfriado ou uma gonorréia no puteiro. Até mesmo aquela mina que dá pra todo mundo, não dá pra ele. Um amigo meu disse que um cara desses, amigo dele, marcou encontro com uma boneca inflável. Mas ela furou.

Premonição
Uma propaganda dos veículos Renault tem o slogan “Mude a Direção”. Agora a empresa está fazendo um recall de um dos seus modelos justamente para trocar a “Caixa de Direção”. Diria o Macaco Simão: É um predestinado.

Ex-solto
Existe ex-político, ex-combatente, ex-mulher, ex-preso, ex-corno e, dizem, até ex-gay. Agora apareceu, nos Estados Unidos, um ex-solto. È que o detento Martin Kombate, recusou-se a deixar a prisão porque não conseguia encontrar sua carteira (Epa!). Ele se tornou agressivo, a Polícia foi chamada e ele foi preso antes mesmo de ser solto. Aqui no Brasil existem presos que também não querem ser soltos. Alguns, porque se forem para as ruas serão assassinados por ex-colegas ou pela polícia. Outros porque fazem do presídio o seu próprio quartel general, de onde comandam o crime nas ruas.

Avenida
Foi assinada segunda-feira passada (23), na presidência da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), a ordem de serviço que norteia a reestruturação da avenida Nóide Cerqueira, em Feira de Santana. A ATP Engenharia, empresa responsável pelas obras, vai iniciar o processo licitatório até março deste ano. A Noide Cerqueira é a principal via de ligação entre a Avenida Getúlio Vargas e a BR-324. Trata-se de uma promessa de campanha do primeiro mandato de Jaques Wagner, há seis anos.

Sai travesti entra crossdressing
Era só o que faltava... O cartunista Laerte, 60, que se veste de mulher há três anos, se define como alguém “com dupla cidadania”, e passou a usar o banheiro feminino após aderir ao crossdressing (vestir-se como o sexo oposto) e se “consolidar” como travesti, mas que não tem preferência por um banheiro específico. Ele foi impedido de entrar num banheiro feminino de uma pizzaria em São Paulo e exigiu direitos que, segundo a coordenadora estadual de políticas para a diversidade sexual, Heloísa Alves, ele tem. Segundo ela, a casa feriu a lei estadual 10.948/2001, sobre discriminação por orientação sexual ou identidade de gênero. "É uma questão de contexto, de como estou no dia - diz Laerte - Não quero nem ter uma regra nem abrir mão do meu direito". Segundo Adriana Galvão, presidente da Comissão da Diversidade Sexual e Combate à Homofobia da OAB-SP, não há lei específica sobre o tema. E este velho Pererê aqui o que é que diz? – “Nóis tamo é lascado...

Candidato
Demitido da Petrobrás por conta da insatisfação da presidente Dilma com o seu baixo desempenho, o baiano José Sérgio Gabrielli, uma das estrelas do PT vem para a Bahia no próximo mês. Ele aceitou convite do governador Jaques Wagner para integrar a sua equipe de governo. É candidatíssimo a qualquer cargo eleitoral que lhe acenem.

Estátua da Justiça Brasileira

Nunca antes a justiça desse país, teve uma “estauta” tão linda.

 Pára choque de caminhão
“Frango que acompanha pato morre afogado” (Coletado pela professora Lélia Vitor)

Philosopher
“Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão”. (Eça de Queiroz)


*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*
Por hoje é só que agora eu vou ali apostar corrida com a Justiça. É mais fácil que pescar em aquário.

Maryzélia é atração do MAP neste sábado

A cantora Maryzélia é a próxima atração a se apresentar no projeto Todo Sábado é Show, no Mercado de Arte Popular (MAP).
A partir do meio dia deste sábado (28) o público poderá conferir a apresentação da cantora feirense, que será marcada pelos ritmos do samba e chorinho.

Vencidos pelo cansaço

    Nós, brasileiros, caímos num estado de letargia em relação aos problemas diários com os quais os governos nos atormentam. Todo ano assistimos ao mesmo filme. Secas, inundações, transportes ruins, educação ruim, assistência médica ruim, insegurança pública, lixo acumulado nas ruas, mau cheiro, ambulantes tomando conta das ruas e calçadas, pedintes, tráfico de droga, drogados, falta de esgotos e pavimentação de qualidade, estradas ruins, leis que não são obedecidas, autoridades envolvendo-se em escândalos, roubos, assassinatos, tudo de ruim acontece e nós assistimos a tudo passivamente como a dizer: Fazer o que? Não tem jeito.

    Há um dito popular que se encaixa bem neste caso: Não há mal que sempre dure, e não há bem que nunca se acabe. Nosso país tem pouco mais de 500 anos. Parece muito mais não é, quando confrontado com civilizações milenares, que já passaram por tudo isso, e sabe como enfrentar tais situações.

    Começa com a amor à própria terra, patriotismo embasado não em vultos históricos de duvidosa reputação, mas no saber do quanto custou o desbravamento da terra bruta e mantê-la a salvo de conquistadores. O Brasil é pacifista, por princípio constitucional não participa, não entra em guerras de conquista, mas se for atacado, invadido, terá que se defender.

    Uma nova ordem mundial está se estabelecendo e nós parecemos não querer notar isso. Sentimo-nos tão distantes do Egito, do Irã, do Iraque, da Grécia, como se nada tivéssemos a ver com aquilo tudo. Mas temos, e muito. Até agora as grandes potências limitaram-se a invadir países que contrariaram seus interesses. E o fazem com uma imoral cumplicidade passiva de nações menores, como a nossa, tidas como “amigas”.

    O povo brasileiro, entretanto, vencido pelo cansaço da labuta diária e pelo costumeiro descaso governamental, não se apercebe do perigo. Estamos vivendo cada um por si e esperando ajuda dos céus para nós todos, esquecendo-se que de que Jesus disse: “Faze por ti, que os céus te ajudarão". Para ganhar na loteria é preciso, no mínimo, jogar. Sem isso nem Deus pode lhe ajudar. Quer melhorar a situação, quer viver num país melhor? Há dois caminhos. Mudem-se ou partam, com vontade, para consertar este.

    Mas vamos fazer isso logo, porque logo o petróleo vai acabar e o que vai valer ouro é um bem que temos em abundancia, e que já despertou a cobiça das grandes nações, que é a água. Quando elas vierem buscar a nossa água, não vão nos pedir, vão invadir sob um falso pretexto, e tomar o que quiserem, sem sofrer resistência alguma. Nem mesmo o protesto de nações “amigas”. Porque nestas horas, é melhor ser amigo da onça. Ou da águia.

    É sempre bom lembrar que quando da segunda guerra mundial, enquanto nossos navios eram afundados, a Argentina mandou dizer aos alemães que tinha mudado de endereço.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Luxúria é o pecado capital mais comum entre os homens; entre as mulheres, orgulho


É, os sexos pecam diferente. Elas são, por exemplo, mais orgulhosas e invejosas do que eles — que, por sua vez, são mais gulosos, preguiçosos e, hum, safadinhos do que elas.

A pesquisa, segundo o site Psychology Today, foi feita pelo padre italiano Roberto Busa, que compilou a lista dos pecados mais comuns com base no que ouvia no confessionário.

Mas pôxa, padre, pode isso?
Veja o ranking completo.

Homens
1 – Luxúria
2 – Gula
3 – Preguiça
4 – Raiva
5 – Orgulho
6 – Inveja
7 – Avareza
Mulheres
1 – Orgulho
2 – Inveja
3 – Raiva
4 – Luxúria
5 – Gula
6 – Avareza
7 – Preguiça
Fonte: http://super.abril.com.br/blogs/cienciamaluca
Crédito da foto: flickr.com/neogabox

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Fãs criam remake de “Star Wars: Uma Nova Esperança”

Em 1977, numa galáxia muito distante, George Lucas lançou um filme que mudaria para sempre a história da cultura nerd. 35 anos depois, o clássico Uma nova esperança é recriado pelos fãs e lançado na internet. A produção é colaborativa - cada fã ficou responsável por refilmar 15 segundos do filme original da maneira que quisesse - e o resultado é uma combinação inacreditável de cenas amadoras, marionetes e animações.
É como se cada fã da série pudesse convidar os amigos para vestir fantasias de stormtroopers e contar do seu jeito a história clássica de Luke Skywalker na batalha contra o Lado Negro da Força.
De acordo com o site do projeto, tudo começou em 2009, quando um entusiasta da saga chamado Casey Pugh convidou outros fãs para filmar qualquer cena do filme em 15 segundos. Como não falta no mundo quem curta os personagens de George Lucas, o projeto - que parecia impossível - foi para a frente. Tanto que chegou a ganhar prêmios pela originalidade.
Agora, a versão do diretor chegou à internet e já pode ser conferida no Youtube. Depois que terminar de assistir, conte para nós o que achou desta nova versão. Provavelmente, muita gente vai preferir este remake do que a segunda trilogia. Tire as suas conclusões: 
(Super.abril.com.br)

Star Wars Uncut: Director's Cut

Big Brother Brasil, um programa imbecil.

Por Antônio Barreto

Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia
Dá valor ao que é banal
É preguiçoso mental
E adora baixaria.
      
Há muito tempo não vejo
Um programa tão 'fuleiro'
Produzido pela Globo
Visando Ibope e dinheiro
Que além de alienar
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.
            
Me refiro ao brasileiro
Que está em formação
E precisa evoluir
Através da Educação
Mas se torna um refém
Iletrado, 'zé-ninguém'
Um escravo da ilusão.
            
Em frente à televisão
Longe da realidade
Onde a bobagem fervilha
Não sabendo essa gente
Desprovida e inocente
Desta enorme 'armadilha'.
            
Cuidado, Pedro Bial
Chega de esculhambação
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação
Deixe de chamar de heróis
Essas girls e esses boys
Que têm cara de bundão.
            
O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval
Pois tiveram que lutar
Pra manter e te educar
Com esforço especial.
            

Muitos já se sentem mal
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio
Porque quando você fala
A sua palavra é bala
A ferir o nosso brio.
          
Um país como Brasil
Carente de educação
Precisa de gente grande
Para dar boa lição
Mas você na rede Globo
Faz esse papel de bobo
Enganando a Nação.
            
Respeite, Pedro Bienal
Nosso povo brasileiro
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro
Da muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.
            
Enquanto a sociedade
Neste momento atual
Se preocupa com a crise
Econômica e social

Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério - não banal.   
Esse programa da Globo
Vem nos mostrar sem engano
Que tudo que ali ocorre
Parece um zoológico humano
Onde impera a esperteza
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.
            

A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os "heróis" protagonizam
Um mundo de palhaçadas
Sem critério e sem ética
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.
           

Não se vê força poética
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente
Sem nenhum objetivo.
            
Talvez haja objetivo
"professor", Pedro Bial
O que vocês tão querendo
É injetar o banal
Deseducando o Brasil
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.
            
Isso é um desserviço
Mal exemplo à juventude
Que precisa de esperança
Educação e atitude
Porém a mediocridade
Unida à banalidade
Faz com que ninguém estude.


É grande o constrangimento
De pessoas confinadas
Num espaço luxuoso
Curtindo todas baladas:
Corpos "belos" na piscina
A gastar adrenalina:
Nesse mar de palhaçadas.
            
  Se a intenção da Globo
É de nos "emburrecer"
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.
            
A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.
            
E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.
            
E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.
            
E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados

Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.
            
A loja do BBB
Vendendo só porcaria
Enganando muita gente
Que logo se contagia
Com tanta futilidade
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.
            

Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual.
            
Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?
            
Barreto termina assim
Alertando ao Bial:
Reveja logo esse equívoco
Reaja à força do mal.
Eleve o seu coração
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

01. Real In Rio - The Rio Singers


Oscar 2012: Carlinhos Brown concorre ao prêmio de melhor canção

Por essa ninguém esperava: A Estatua do Vaqueiro é falsa!

 Um cidadão ao passar pela rua Olímpio Vital notou algo estranho na Estátua do Vaqueiro e, ao se aproximar para ver de perto, teve uma supressa muito grande. O fato aconteceu no sábado passado (21). Ele notou que a estátua, tida e havida como confeccionada em bronze, estava em decomposição.

Trata-se de uma farsa, pois o que era para ser um monumento de bronze, não passa de um manequim vestido com trajes de couro recoberto com resina e pintado com esmalte dourado. Pode-se notar visivelmente que ele está usando uma botina com espora vaqueira e na lateral da perna já aparece vestígio da calça de couro, comprovando assim a farsa.

Resta agora ao poder publico esclarecer essa farsa e apontar os responsáveis pela execução e fiscalização desta obra. Vale salientar que em reportagem recente da TV SUBAÉ foi mostrado o vandalismo para com os monumentos públicos, e justamente aquele monumento foi mostrado como alvo do vandalismo. A corda, o facão com a bainha e a taca foram dadas na reportagem como roubadas, mas, na verdade o que houve foi à ação do tempo que deverá apodrecer também o restante do monumento, pois o couro que veste o manequim não deverá durar muito.

Com a palavra, as autoridades competentes.

Desconstruindo o universo

Li certo dia um texto contando um caso em que um jovem tentava desmoralizar um velho dizendo: “Nós vivemos na era da Cibernética, da Informática, do avanço científico nas áreas de saúde, lazer, educação. Somos da era das espaçonaves, da conquista espacial. Vocês viveram numa época pobre, cheia de dificuldades, não tinham nada. O que vocês fizeram, afinal”? “Nada. – redarguiu o velho - Estávamos muito ocupados inventando todas estas coisas que você citou. E você, seu bostinha, o que está fazendo pelas futuras gerações”?

    É isso aí. Através dos tempos a juventude sempre desafiou a maturidade. Precisam disto para testar seus limites. De certa forma é até salutar. Como alguém já disse, “são as perguntas que movem o mundo e não as respostas”. E quando a juventude questiona a maturidade com sucesso, com provas das suas convicções e afirmações, a humanidade só tem a ganhar.

    Há muita resistência por parte dos veteranos em aceitar as novidades da juventude. Mas, se são convencidos, aceitam e com suas experiências contribuem muito para o desenvolvimento e o progresso dos novos conhecimentos, das novas tecnologias. Às vezes, é sábio a juventude saber esperar o momento oportuno para colocar suas idéias, suas experiências em prática.

Vejam o exemplo do físico, matemático e astrônomo italiano, que viveu no século XV, Galileu Galilei, que por defender a teoria do sistema heliocêntrica, de Nicolau Copérnico, teve que ir a Roma, acusado de heresia, foi obrigado a assinar um decreto do Tribunal da Inquisição, onde declarava que o sistema heliocêntrico era apenas uma hipótese, porque de besta ele não tinha nada. Melhor escapar fedendo que morrer cheiroso. Contudo, em 1632, ele voltou a defender o sistema heliocêntrico e deu continuidade aos seus estudos.

Eu digo estas coisas para que se entenda que, seja uma tese científica, seja um estudo histórico, seja lá o que for que venha a alterar o conhecimento e a ordem vigente, é necessário que se tenha provas muito bem fundamentadas do que se está afirmando. Não é dizendo, “eu penso”, “eu acredito” “eu acho”, que se pode afirmar qualquer coisa em público. É preciso testar, provar.

Mas, atualmente, qualquer um se acha no direito de sair afirmando e publicando coisas a respeito de fatos e personagens históricos, num inexplicável afã de desconstruir a ordem e o conhecimento vigentes. E assim que já se disse que Tiradentes não foi enforcado, que o homem não pisou na lua, que não houve o holocausto, e até que Lampião, o Rei do Cangaço, e Zumbi dos Palmares eram gays.

E todo mundo acredita. Isso é o que mais me impressiona.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Depois da SOPA e do PIPA, surge o ACTA

Parece que os protestos online e offline tiveram algum impacto efetivo. SOPA e PIPA estão mortos. Pelo menos até o presente momento.

O líder democrata no Senado, Harry Reid, postergou a votação pelo Senado do projeto Protect Intellectual Property Act (PIPA), que aconteceria em 24 de janeiro.

O deputado federal Lamar Smith, republicano, que preside o Comitê Judiciário da Câmara Federal norte-americana, seguiu o exemplo, anunciando que seu comitê adiaria a tramitação de um projeto semelhante conhecido como Stop Online Piracy Act (SOPA) até que surja acordo mais amplo sobre o texto. "Ficou claro que precisamos reconsiderar a abordagem proposta para o combate aos ladrões estrangeiros que roubam e revendem invenções e produtos norte-americanos", diz Smith.
Em breve comunicado, o senador Reid anunciou que não havia razão para que as preocupações quanto aos projetos de lei não fossem atendidas. Ele não informou a nova data de votação.

A ação de Reid surgiu um dia depois que um importante assessor democrata do Senado, que falou sob a condição de que seu nome não fosse revelado, informou que a medida não contava com os 60 votos necessários a levá-la à votação final pelos 100 senadores.

Alguns dos senadores que apoiavam o projeto mudaram de posição depois dos protestos da quarta-feira.

Então, esqueça a Sopa (por enquanto). A Europa está prestes a ratificar a sua versão do Grande Irmão. É o que anuncia o Twitter oficial do grupo Anonymous. Os hackers ativistas usaram a entidade do livro 1984, de George Orwell, para chamar a atenção dos internautas para o Anti-Counterfeiting Trade Agreement (Acta). A proposta visa endurecer a luta contra pirataria tanto no meio físico quanto no digital.

O grupo afirma que o tratado é mais perigoso do que a Sopa e tem uma abordagem mais ameaçadora. Segundo postagem do Anonymous, o acordo prevê a criação de novas formas de gerenciar a distribuição na internet. Veja algumas diferenças entre a Sopa e Acta, apontadas pelo Anonymous:

•    A Acta é uma acordo global, diferente da Sopa, que é apenas um projeto de lei americano;

•    A proposta da Acta é mais agressiva, já que não se trata apenas de bloquear sites e excluí-los da internet. As medidas permitem a censura de conteúdo compartilhado em canais privados;

•    A aprovação do acordo pode afetar outras áreas, como saúde, comercial e até mesmo turismo.

Mais sobre o Acta

O Acordo Comercial Anticontrafação (ACTA, em inglês Anti-Counterfeiting Trade Agreement) é um tratado comercial internacional que está sendo negociado, com o objetivo de estabelecer padrões internacionais para o cumprimento da legislação de propriedade intelectual, entre os países participantes. De acordo com seus proponentes, como resposta "ao aumento da circulação global de bens falsificados e da pirataria de obras protegidas por direitos autorais".

O tratado aparenta ser um complemento a um tratado anterior sobre propriedade intelectual, Acordo TRIPs, que foi severamente criticado por "defender" o domínio cultural e tecnológico dos países desenvolvidos sobre os subdesenvolvidos.

As negociações se iniciaram em outubro de 2007 entre a Estados Unidos, o Japão, a Suíça e a União Europeia, tendo sido depois integradas por Austrália, Canadá, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos, Jordânia, Marrocos, México, Nova Zelândia e Singapura.

O tratado é bastante criticado pelo fato das negociações ocorrerem entre uma minoria e de forma sigilosa. E também pela existência de indícios, como os documentos vazados para o Wikileaks, de que o acordo planeja beneficiar grandes corporações com o prejuízo dos direitos civis de privacidade e liberdade de expressão do resto da sociedade.

Fatos sobre o ACTA:

O ACTA não é um SOPA Europeu. É quase global, e vai ser aplicado a cada país que assinar este tratado.

O ACTA é muito mais agressivo. O ACTA não vai simplesmente afetar Web Sites e bloqueá-los da internet, são medidas de vigilância de qualquer coisa que é compartilhada na internet por meios privados.

Não existe uma campanha contra o ACTA e este é tão organizado como o SOPA. Ele é perigoso e há pouco tempo até o tratado ser finalmente assinado.

O ACTA tem efeitos na saúde, no comércio e no turismo.

Fontes:

http://www.superdownloads.com.br/materias/depois-de-atrasar-sopa-anonymous-quer-derrubar-acta.html#ixzz1kJeAv0ZB

http://www.gamevicio.com/i/noticias/40-geral/index.html

La Quadrature du Net - NO to ACTA (full version)

Arquitetos projetam árvore gigante para resgatar biodiversidade em cidades


Para resgatar a biodiversidade em grandes cidades, o escritório holandês de arquitetura WaterStudio criou o projeto de uma estrutura de cerca de 30 metros, que imita uma árvore e pode abrigar diversos animais.
A Sea Tree poder ser construída em rios, oceanos e lagos e  tem a intenção de atrair pássaros, abelhas, morcegos e outros animais pequenos.
Segundo a empresa que idealizou o projeto, a tecnologia para a construção de uma árvore é semelhante a de uma plataforma de petróleo – as petrolíferas poderiam, inclusive, “doar” uma Sea Tree aos locais onde trabalham, para aproveitar o conhecimento técnico da atividade.

Segundo os arquitetos, a inspiração para a Sea Tree veio de um desafio proposto por ecologistas para a criação de espaços para animais e plantas que as pessoas não pudessem atrapalhar. “A água é o jeito perfeito de manter as pessoas distantes”.
O custo da invenção é estimado em 4,5 milhões de dólares.

Super Interessante - http://super.abril.com.br/blogs

Ivete vai animar folião pipoca na Micareta


A notícia está circulando na mídia da Capital. O Blog do Marron, por exemplo, noticiou que "dentro de poucos dias será divulgada, oficialmente, a grande surpresa para a Micareta de Feira de Santana que acontece em abril. É a volta da cantora Ivete Sangalo à primeira micareta do Brasil, depois de alguns anos sem cantar na cidade. E o melhor: ela se apresentará para o folião pipoca, dia 22 de abril".

O prefeito Tarcízio Pimenta deve anunciar a grade nesta terça-feira (24), em coletiva para a imprensa. A apresentação dos artistas e bandas contratados pelo Governo Municipal será no espaço The House, no Ville Gourmet, às 8 horas. A Micareta 2012 vai acontecer entre os dias 19 e 22 de abril.

A ordem é encapar

A Câmara Municipal de Los Angeles, capital da bilionária indústria pornográfica dos Estados Unidos, resolveu chutar o pau da barraca das produtoras de filmes eróticos instaladas na cidade. Chutar, não. Resolveu encapá-lo, aprovando uma medida que obriga atores pornôs a vestirem camisinha nas gravações. Tanto para protegê-los de doenças sexualmente transmissíveis, como a Aids, quanto para reforçar a importância do sexo seguro.

Produtoras pretendem sair de Los Angeles, a capital da indústria pornô, caso a lei seja aprovada pelo prefeito
Segundo o site da revista TIME, a indústria não gostou nada da decisão. Prometeu pegar a barraca, o pau e enfiar tudo em… outra cidade. Detalhe: 90% da produção de entretenimento adulto no continente americano sai de lá (mais especificamente, de San Fernando Valley). A polêmica teve início com a Fundação Aids Helthcare, que reuniu assinaturas de milhares de moradores a favor da medida.

Os diretores das produtoras alegam que vão perder mercado se, no vai-e-vem de uma penetração explícita, aparecer a borrachinha. Isso porque apostam que seus clientes vão perder o tesão e a fantasia diante da presença dela em uma cena. Será, leitor? Não sou uma consumidora voraz desse tipo de filme, portanto tive de fazer um tremendo esforço para lembrar de alguma atuação com camisinha. E não lembrei. Será que a minha atenção estava voltada para qualquer outra coisa que não o pênis do intérprete? Pouco provável com os closes naipe “vamos-focar-o-útero-ou-o-pelo-encravado-no-saco-escrotal”.

Lá nos Estados, e no Brasil também, diretores garantem que todo o elenco da mais amadora produção passa por testes de saúde com regularidade. Mesmo se for verdade, parece que nem isso é suficiente. Em dezembro de 2010, uma estrela pornô veio a público assumir que, apesar de seguir à risca esses procedimentos, contraiu o HIV. Para esses diretores, a exigência imposta pela autoridade local é uma invasão do “politicamente correto” nos sets de filmagens – e na fantasia sexual de quem assiste. Para que a lei vigore, falta ainda a palavra final do prefeito de Los Angeles. 

O embate esquenta lá e a gente pergunta aqui:
- Você está empolgado(a) com uma cena picante do filme erótico. Os atores estão lá, mandando ver nas acrobacias, quando você percebe que o membro dele está plastificado. Rala (perde o tesão) ou rola (abstrai a camisinha)?

Nathalia Ziemkiewicz - http://colunas.revistaepoca.globo.com/sexpedia/

Novela I


Eu fui falar aqui sobre a novela “Fina Estampa” e foi o suficiente para dar início a uma série de babaquices. Coisa de noveleiros e noveleiras. Eu disse que o segredo da Jacaroa do Nilo é que ela é transexual. E usei, com ironia, a expressão “transgênica”, e logo apareceu um babaca que não observou as aspas e achou que eu era ignorante, que não sabia a diferença ente “transexual” e “transgênica”. Mas esse deve ser do tipo que não vê sequer as aspas que traz na cabeça, quanto mais as aspas de um texto.

Novela II
Apareceu uma noveleira também para alegar que a Jacaroa do Nilo não pode ser transexual porque tem filhos. Já ouviu falar em filho adotivo? Mas eu já estou achando que me enganei. O segredo dela (ou dele) na verdade vai acabar sendo igual a um daqueles segredos que governos, igrejas e outros que tais, guardam a sete chaves e quando resolvem soltar, a bomba não passa de um traque. Todo mundo já sabia.

Puritano
Eu escrevi um artigo falando sobre as maluquices com as quais a humanidade envolve o assunto “Sexo”. E não é que apareceu um babaca me chamando de “falso puritano”. Claro que o covarde se escondeu no anonimato, mas eu gostaria de dar um aviso aos incautos: Eu não sou nem puritano nem falso. Sou puta velha mesmo. Cobra criada que não se deixa engabelar por demônios que pregam quaresma.

 Futebol

Sem justificar a atuação desta ou daquela equipe, pois o gramado é o mesmo para os dois, o gramado do Jóia da Princesa está uma lástima. O pior é que na propaganda oficial, o gramado “foi aprovado pelas equipes feirenses que têm o Jóia como mando de campo. O primeiro jogo do Fluminense não foi televisado e ninguém da imprensa disse nada. Mas no domingo, com a transmissão do jogo entre os dois Bahia, foi que pudemos ver o real estado do gramado. A bola simplesmente não rola, galopa.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Aprenda o que fazer quando receber uma ligação do telemarketing

Depois dessa duvido que aquela pessoa chata querendo te vender algo ligue novamente



G17.com.br

Fofocar pode fazer bem (dependendo das suas intenções)

Fofocar pode destruir a reputação das pessoas, causar brigas e abalar relações. Além de ser feio. Mas sim, tem seu lado positivo. A SUPER já havia divulgado uma pesquisa feito no Reino Unido que falava dos benefícios dos mexericos, mesmo com doses de malícia. Desta vez, um estudo da Universidade da Califórnia em Berkeley publicado na edição deste mês do Journal of Personality and Social Psychology chegou a uma conclusão parecida.

Segundo os pesquisadores, a fofoca tem um papel social positivo em promover a manutenção da ordem por meio da crítica. Se não fossem as fofocas, as pessoas fariam mais coisas erradas. Fora o efeito terapêutico. “Ver alguém fazendo algo errado e poder espalhar essa informação tende a fazer as pessoas se sentirem melhor, acalmando a frustração que levou à fofoca”, explicou psicólogo social Robb Willer, coautor do estudo.

Foram quatro experimentos. No primeiro, 51 voluntários foram conectados a monitores de frequência cardíaca enquanto observavam duas pessoas que jogavam um jogo em que precisavam compartilhar pontos. Depois de algumas rodadas, os observadores puderam ver que um dos jogadores não estava seguindo as regras e acumulava todos os pontos para si. A trapaça fez com que os batimentos cardíacos dos voluntários aumentassem e o ritmo só voltou ao normal depois que o outro jogador foi avisado.

Quanto mais cooperadores e altruístas eles disseram ser, mais frustrados haviam se sentido com a trapaça e mais aliviados ficaram depois de passar o alerta. “O motivo central da fofoca foi o de ajudar outros, muito mais do que falar mal do indivíduo egoísta”, disse Matthew Feinberg, o autor principal do estudo.

Em outro experimento, os participantes teriam que sacrificar todo o pagamento que receberiam por participar do teste para poder enviar uma “nota de fofoca” e avisar os outros jogadores. Detalhe: mesmo fazendo isso, a pontuação do trapaceiro não iria mudar.  Ainda assim, a grande maioria concordou em pagar.

Os 300 jogadores não eram atores: eles também eram voluntários e tiveram suas ações testadas. Para isso, os pesquisadores os fizeram acreditar que ganhariam prêmios caso vencessem. Apenas alguns deles foram avisados de que havia observadores assistindo ao jogo que poderiam alertar os outros jogadores caso vissem alguma trapaça.

A ameaça de ser alvo de fofocas negativas fez com que praticamente todos os jogadores agissem de forma mais generosa, especialmentea queles que tiveram baixa pontuação no questionário sobre altruísmo que haviam respondido antes do jogo. “Os experimentos mostraram que, quando observamos alguém se comportar de forma imoral, ficamos frustrados. Mas poder comunicar isso a outras pessoas que poderiam ser ajudadas faz com que nos sintamos melhor”, disse Willer.

“Não devemos nos sentir culpados por fofocar, se a fofoca vai impedir que outras pessoas sejam prejudicadas”, disse Matthew Feinberg. Mas atenção: o estudo analisou apenas as chamadas fofocas “pró-sociais”, que, segundo ele, “têm a função de advertir sobre pessoas não confiáveis ou desonestas”. Não tem nada a ver com ficar simplesmente comentando sobre as besteiras que outros fazem sem afetar ninguém.
(http://super.abril.com.br)

sábado, 21 de janeiro de 2012

Ibrahim Sued e Juca Chaves



Final de semana é para descontrair. Ai vai: Ibrahim Sued entrevista Juca Chaves
Para quem conheceu, dispensa comentários. Para quem não sabe, isso aconteceu nos anos de chumbo da ditadura (em 11-01-1976).

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Entenda o que é SOPA e por que a internet está protestando contra isso


Se você não acompanhou as notícias da internet dos últimos dias e acha que SOPA é só um prato quente brasileiro, fique por dentro. Como a SUPER anunciou ontem, a versão em inglês da Wikipédia está fora do ar, em protesto contra dois projetos que tramitam no Congresso dos Estados Unidos e que podem mudar para sempre o jeito como você usa a internet. Trata-se do SOPA e do PIPA.

O Stop Online Piracy Act (SOPA) (em tradução livre, Lei de Combate à Pirataria Online) é um projeto de lei da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos que amplia os meios legais para que detentores de direitos autorais possam combater o tráfico online de propriedade protegida e de artigos falsificados. O objetivo geral é proteger o mercado de propriedade intelectual, impedindo que mais pessoas percam seus empregos por causa da pirataria. Já o Preventing Real Online Threats to Economic Creativity and Theft of Intellectual Property Act of 2011 (Ato de Prevenção Contra Roubos e Ameaças Virtuais à Propriedade iItelectual) é uma lei proposta nos Estados Unidos para combater sites relacionados à pirataria.

Site da revista Wired também se juntou ao protesto global

Na teoria, faz sentido impedir a pirataria. Todo mundo sabe que é contra a lei. Mas os dois projetos vão bem além disso e não vão afetar só os sites norte-americanos. Entenda alguns motivos do protesto:

1. Os projetos dão ao governo liberdade para pedir ao Google e outras ferramentas de busca para excluir determinados sites do resutado das pesquisas. Ou seja, o governo poderia ter controle sobre a lista de links que você pode acessar quando joga uma coisa no Google.

2. O governo também pode pedir aos grandes provedores de internet para bloquear o acesso a alguns sites para os seus usuários. É exatamente a mesma estratégia usada para censurar conteúdos adultos ou políticos na Síria e na China.

3. Se o governo descobrir que você encontrou uma ferramenta online que burla o bloqueio, ele também pode bani-la. O problema é que algumas dessas ferramentas são bem úteis a grupos que lutam pelos direitos humanos em lugares onde há censura.

4. A proposta também pode impedir que empresas façam propaganda em sites que façam parte da lista negra do governo.

Se você realmente precisar das informações da Wikipedia, pode dar um jeito de driblar o bloqueio. Mas, no futuro, isso pode não ser mais possível.
A princípio, a maior parte dos sites com terminações .net, .com e .org não devem ser afetados. Mas se a lei passar, vão se abrir precedentes para que outras medidas de censura sejam feitas na internet mundo afora. Inclusive no Brasil. Alguns sites brasileiros (como o do cantor Gilberto Gil e o site Trezentos) dão força ao protesto, assim como o site da revista Wired.

Ainda não entendeu? Então veja o vídeo a seguir:

Informações da Super (http://super.abril.com.br)

Protect IP Act Breaks the Internet [legendado]



Feriados I
“Os feriados prolongados trazem prejuízos ao comércio nacional, asseguram os especialistas. “Ganham os comerciantes de shopping centers e perdem os comerciantes de lojas de rua”, avaliou o professor de Varejo da Fundação Getulio Vargas, Daniel Plá. Segundo ele, as perdas de faturamento do comércio brasileiro em 2012 atingirão cerca de R$ 50 bilhões. “Se a gente fala que um terço, pelo menos, desse valor, os comerciantes vão ter que pegar emprestado, os bancos, graças aos feriados, vão emprestar o equivalente a R$ 15 bilhões. O setor financeiro ganha com essa história e os governos perdem em termos de arrecadação tributária”. Será que alguém aí pensou em descansar? Dar uma pausa no trabalho, curtir a família, os amores, a natureza, a vida? A matéria completa com Daniel Plá esta no blog de Jair Onofre: www.bahianapolitica.com.br .

Feriados II
Antigamente, quando eu ainda acreditava numa Imprensa unida e forte, sugeri a Helder Alencar a reativação da Associação Feirense de Imprensa (AFI) como forma de reunir os colegas jornalistas e radialistas em torno de algum lazer e diversão. Ele me respondeu que eu só pensava em festa. É verdade. Eu trabalho porque preciso, mas gosto mesmo é de me divertir. Já naquele tempo eu sabia que quando chegasse à idade que tenho hoje, iria me sentir um idiota se não tivesse aproveitado a vida. Aí sim, ficaria igual a tantos velhos babacas que eu conheço, que perderam tempo juntando dinheiro e agora pagam mico querendo ser jovens outra vez, dando dinheiro para jovens putas se passarem por namoradas apaixonadas.

Feriados II
“Cuidem do dia de hoje, pois do dia de amanhã cuidará Deus” Está na Bíblia. E eu sempre fui um cumpridor fiel deste preceito. “Mas você não tem um plano de saúde, não tem uma previdência, um amparo para a velhice”, dizem alguns amigos. E eu lhes digo: A última coisa que eu quero é envelhecer. Não quero e nem nunca quis viver mais do que os dias que Deus me der na Terra. Não quero ficar em cima de uma cama, ou andar como um zumbi desmemoriado dando trabalho a quem tem mais o que fazer. Deixem-me morrer em paz. E, por favor, divirtam-se. Vão até lá em casa beber o meu corpo defunto. Tomem um porre daqueles. Acompanhem o funeral cantando e tocando belas canções. E como um último favor, retirem o que ainda prestar do meu corpo e doem a quem precisar. O resto queimem ou dêem para os urubus, mas, por favor, não me enterrem. Acreditem: Saber viver é bom. Saber morrer é divino.

Novelas
Eu sempre digo que novela você só precisa assistir aos dois ou três capítulos iniciais, um ou outro esporadicamente, e os dois ou três últimos. Mais que isso perda de tempo. Eu não sou noveleiro, mas, estando em casa, não há como não ver ou ouvir o que está rolando na TV. Daí que antes mesmo de se iniciarem as especulações, eu aposto que sei o segredo da vilã Teresa Cristina (Cristiane Torlone. Grande atriz, grande caráter). A Jacaroa do Nilo já foi jacaré. É "transgênica". Não por acaso seu melhor amigo(a) é uma biba. E ele(a) sabe. Além dele só a família sabe. O marido, como corno que é, será sempre o último a saber.

Acredite se quiser
Admito que a presidente Dilma está me surpreendendo. Mas daí a eu acreditar em governos há uma grande diferença. “Hay gobierno? Soy contra”! Vejam só: Uma professora se inscreveu para fazer as provas do ENEM, o programa do governo que, através de exames de avaliação de conhecimentos, avalia o desempenho nacional do ensino médio. Ela queria apenas os cadernos das provas para através deles desenvolver estudos com seus alunos em sala de aula. Entregou todas as provas em branco. E não é que ela tirou notas acima da mínima sem ter respondido uma só questão? Quando acaba, vocês querem que eu acredite em seriedade de governos. Ora, tenho mais o que fazer...

Mundo doido
Desde criança, lendo livros de aventuras, histórias em quadrinhos, ou assistindo filmes de capa e espada, que conheço um preceito que é quase como um mandamento religioso, mesmo entre piratas bárbaros: “Um comandante jamais abandona o seu navio”. E, pelo que sei isso vale até os dias de hoje. Não que o comandante deva afundar com o navio, mas pelo menos, deve ser o último a deixar a embarcação antes dela afundar. Mas não é que um comandante abandonou um navio em pleno naufrágio, deixando idosos, mulheres e crianças para trás? Quando eu digo que o mundo está pirado vocês dizem que o maluco sou eu.

Herrar é umano
Palavras cruzadas, além de ser um gostoso passatempo, também traz conhecimentos e enriquece o vocabulário. Pelo menos era assim. Eu não perdi o gosto por palavras cruzadas, sempre tenho alguma revista à mão, mas já há algum tempo a coisa está me irritando. Nunca vi tanto erro e tanta informação errada como tenho visto ultimamente. Ou seja, o que era para educar, está deseducando. E nem os editores das revistas estão preocupados com  isso, muito menos as autoridades nacionais da Educação. Fazer o que? Vivemos num país que elegeu um presidente semi analfabeto que declarou (quase decretou) que falar errado é que está certo, e todo mundo aceitou.

Bueiros
Quase todo dia ouço notícias de que um bueiro que explodiu no Rio ou São Paulo. Mas nunca ouço uma explicação sobre por que eles explodem. Desculpem a ignorância deste pobre Saci Pererê, mas, pelo que me consta, bueiros são respiradouros de esgotos sanitários ou pluviais. O que os faz explodir?

Pára choque de caminhão
“Folgado como peido em bombacha” (Coletado pela professora Lélia Vitor)

Philosopher
“Fiz um acorde de coexistência pacífica com o tempo. Nem ele me persegue, nem eu fujo dele. Um dia nos encontramos”. (Mário Lago)

*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*_*
Por hoje é só que agora eu vou ali fazer um acordo de coexistência pacífica com o tempo.

Se queres a paz, prepara a guerra

    A frase é do filósofo italiano Nicolau Maquiavel, dando conselhos ao Príncipe. E logo não faltaram hipócritas espertalhões para dizer ao povo ignorante que suas sábias palavras eram coisa do demônio e outras baboseiras do gênero. Certíssimo, o Maquiavel. Entre os seres humanos só os mais fortes são respeitados. Duvido que alguém encare frente a frente, em condições de igualdade, alguém mais forte e mais preparado fisicamente.

    Os vagabundos, por exemplo, que vivem por aí a assaltar sequestrar pessoas, só o fazem se estiveram armados, e, na maioria das vezes, em maior número. Tête a Tête, no Mano a Mano, não têm coragem de enfrentar alguém que aparente ser maior, mais forte ou, pelo menos, que esteja também armado e não seja apanhado de surpresa.

    Entre nações acontece a mesma coisa. Só se respeita as nações mais preparadas para a guerra. E o mundo viveria em paz se as nações fortes não agredissem, de todas as formas possíveis, as nações mais fracas. Os dirigentes destas nações não se contentam em manter a paz entre seus cidadãos e com os seus vizinhos. Estão sempre buscando tomar o que não lhes pertence e impor sua vontade aos mais fracos. E é aí que a porca torce o rabo. E como lobo não come lobo, as nações mais fortes se reúnem em bandos para atacar os mais fracos.

    Mas todo esse nariz de cera é para dizer o que penso dos tais “gladiadores do terceiro milênio”, que a mídia tanto tem badalado e promovido. As simples lutas de boxe, com luvas, protetores bucais e capacetes, já não apetece à ferocidade humana. Não demora e já não estarão lutando ente si apenas, mas também contra feras, como nos tempos da Roma antiga, nos circos, para entreter o povo e agradar aos nobres. “Pão e circo”. Traduzindo: Comida e diversão para manter o povo longe das decisões políticas.

    Quando matriculei meu filho numa academia de caratê (hoje ele é faixa preta), eu lhe disse: Eu não estou lhe ensinando a bater em ninguém, estou lhe dando condições para se defender de agressões. E ele sabe muito bem disso, e só os incautos se metem a besta com ele.

    Ouvi certa vez num destes filmes bobos sobre lutas marciais uma das frases mais sábias a respeito de defesa pessoal. Disse o mestre ao seu discípulo: “Quando o Caratê defende a vida, a honra, a liberdade, ele significa alguma coisa. Quando defende um troféu de plástico, ele não significa nada”.

    Todo ser humano deveria, como os espartanos faziam, ser preparado desde criança para a sua defesa pessoal, para a guerra. Deveria aprender desde cedo o valor da vida, da liberdade, e ter noção clara sobre honra e caráter. Uma vez preparado para a guerra, ele saberia valorizar a paz e não estaria em arenas lutando para entreter uma plebe rude, fazendo o jogo dos nobres, voltados apenas para os seus mesquinhos interesses políticos e pessoais.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Uefs realiza sorteio para escola básica nesta sexta-feira

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) realiza, nesta sexta-feira (20), às 15:30, o sorteio público para preenchimento de vagas remanescentes no Centro de Educação Básica (CEB-Uefs). São oferecidas 137 vagas do grupo 4 (a partir de quatro anos de idade) ao 9º ano.

O sorteio será realizado no Anfiteatro, localizado no módulo 2, campus universitário. A relação dos inscritos para o sorteio está disponível no portal www.uefs.br, seção Notícias.
As atividades do CEB-Uefs são desenvolvidas em parceria entre a Universidade e a Prefeitura Municipal de Feira de Santana.

12 datas comemorativas inusitadas

18 de janeiro, Dia Internacional do Riso. Ninguém estranha o fato de o calendário ter um dia feito só para as gargalhadas. Mas e se fosse o dia da Anestesia Geral? Ou o dia da Levitação? O calendário brasileiro está repleto de datas que comemoram coisas bem estranhas. Ou nem tanto assim. Afinal, se existe o dia das mães, dos pais e dos avós, por que não comemorarmos o dia da Tia Solteirona?A SUPER preparou alguns exemplos de datas inusitadas que foram criadas por vários motivos – desde celebrar um dia histórico até tirar sarro da cara de alguém.

12. Dia Nacional do Fusca (20/01)
Desde 1996, o calendário oficial de eventos da Prefeitura de São Paulo conta com uma data bem inusitada. É do Dia Nacional do Fusca, criado pela própria fabricante do modelo, a Volkswagen, na década de 80. O Fusca, popular pelo preço baixo e fácil manutenção, é o carro mais vendido do mundo e liderou o mercado brasileiro por 24 anos seguidos. Merecido ou não?


11. Dia da Baiana do Acarajé (25/11)
As baianas responsáveis pelo acarajé da Bahia, um dos maiores símbolos do estado, têm uma data só pra elas. E não é de se espantar que a data exista: elas são tão famosas que seu ofício foi registrado, em janeiro de 2005, como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional do Ministério da Cultura (Iphan).

10. Dia do Eletricitário Gaúcho (01/02)
Existe uma data só para os eletricitários lá do Rio Grande do Sul! Bem, segundo a Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Eletricitários do Estado do RS, a comemoração – que é celebrada com um dia de folga para a categoria até hoje – foi instituída em 1975, por uma solicitação do eletricitário Remy Arthur Stoll, que acreditava na necessidade de um dia para homenagear a classe, “afinal tudo acontece graças à energia”. Então, se você está no RS lendo este texto em um computador ligado à tomada, guarde a data.

9. Dia Mundial do Animal de Laboratório (24/04)
A fronteira entre ciência e crueldade na rotina dos laboratórios esquenta debates no mundo inteiro sobre o tema. Cada vez mais, laboratórios de pesquisa, ensino e teste vêm abolindo o uso de animais em seus programas. É isso que o Dia Mundial do Animal de Laboratório comemora. Os defensores da causa também usam a data para protestar.


8. Dia do Orgasmo (09/05)
A ideia original é de uma rede de sex shops britânica. Em 1999, os ingleses instituíram o dia 31 de julho para discutir a satisfação sexual – o slogan da campanha era “atinja, não finja”. O ex-vereador de Esperantina, no interior do Piauí, Arimatéia Dantas (PT) curtiu a idéia e propôs tornar o dia oficial na cidade. A data virou lei e o prefeito decidiu marcar a comemoração para 9 de maio, um dia depois da sanção.

7. Dia do Escoteiro do Mar (11/06)
Você pode nunca ter ouvido falar, mas todo escoteiro que realiza suas atividades preferencialmente na água é um escoteiro do mar! E eles tem uma data própria de comemoração: o dia 11 de junho marca a sanção do Decreto do Poder Legislativo nº 3297, de 1917, que estabelece que todas as associações brasileiras de escoteiros com sede no país são de utilidade pública.

6. Dia do Cantor de Música Sertaneja (13/07)
O dia 13 de julho marca as homenagens aos cantores e compositores sertanejos. Apesar da origem desconhecida, a data é bastante comemorada entre os expoentes da música de raíz. Paradoxal ou não, no mesmo dia em que o internacional Michel Teló é celebrado, também é comemorado o Dia Mundial do Rock.
 
5. Dia Municipal da Luta de Braço (27/08)
Belo Horizonte ganhou, em 1996, uma data curiosa no calendário: o Dia Municipal da Luta de Braço. Por lei, a cidade tem o dever de estimular a realização de atividades sobre o esporte para celebrar a data. O dia 27 de agosto foi escolhido por marcar o dia da fundação da Confederação Brasileira de Luta de Braço (CBLB), em 1994, na cidade de Indaiatuba (SP).

4. Dia da Tia Solteirona (25/09)
A origem não é conhecida, mas a cada ano a data ganha mais divulgação na mídia. Segundo pesquisadores da Universidade de Louisville (EUA), isso deveria ser motivo de preocupação: mulheres solteiras têm risco de morte 23% maior que o das casadas. De qualquer forma, vale destacar a data pelo humor ‘politicamente incorreto’ do nome, afinal ‘tia solteirona’ não é lá muito respeitoso.
 
3. Dia do Corintiano (13/10) 

Essa é pra surpreender até mesmo os fiéis da Gaviões: o Dia do Corintiano não é comemorado na data de aniversário do clube (1º de setembro), e sim no dia 13 de outubro do calendário paulista. A data foi escolhida por marcar o dia em que o time quebrou um jejum de 22 anos e se consagrou novamente campeão paulista, em 1977.

2. Dia da Anestesia Geral (30/03)
Quem já passou pela mesa de operações sabe o quanto a anestesia merece ser comemorada. E, para isso, existe o dia 30 de março! Esse dia marca a data da 1ª cirurgia com anestesia geral, administrada pelo médico norte-americano Dr. Crawford Long, em 1842, durante um procedimento cirúrgico para a remoção de um tumor do pescoço de um paciente. Na época, o anestésico utilizado era o éter.

1. Dia da Levitação (16/12)
Em 16 de dezembro de 1868, o médium escocês Daniel D. Home, que já era conhecido por fazer flutuar objetos, levitou para fora de sua casa em Londres através de uma janela e entrou por outra. Detalhe: a 24 metros de altura. Essa data homenageia o episódio, presenciado por membros respeitados da sociedade londrina.


Carolina Vilaverde - http://super.abril.com.br

30 anos sem Elis Regina

"Cantar, para mim, é sacerdócio, o resto é resto."

"Choram Marias e Clarices… Chora a nossa pátria mãe gentil. Em busca de um sol maior, Elis Regina embarcou num brilhante trem azul, deixando conosco a eternidade de seu canto pelas coisas e pela gente de nossa terra. E uma imensa saudade". 

Declaração de uma agencia de publicidade em  19 de janeiro de 1982 quando Elis Regina faleceu, com apenas 36 anos, no auge da carreira, causando grande comoção nacional.

Na biografia da artista no Wikipédia está escrito: Elis Regina Carvalho Costa (Porto Alegre, 17 de março de 1945 – São Paulo, 19 de janeiro de 1982) foi uma intérprete brasileira. Conhecida por sua presença de palco histriônica, sua voz e sua personalidade, Elis Regina é considerada por muitos críticos, comentadores e outros músicos a melhor cantora brasileira de todos os tempos. Com os sucessos de Falso Brilhante e Transversal do Tempo, ela inovou os espetáculos musicais no país e era capaz de demonstrar emoções tão contrárias, como a melancolia e a felicidade, numa mesma apresentação ou numa mesma música.

Como muitos outros artistas do Brasil, Elis Regina surgiu dos festivais de música na década de 1960 e mostrava interesse em desenvolver seu talento através de apresentações dramáticas. Seu estilo era altamente influenciado pelos cantores do rádio, especialmente Ângela Maria, e a fez ser a grande revelação do festival da TV Excelsior em 1965, quando cantou "Arrastão" de Vinicius de Moraes e Edu Lobo. Tal feito lhe conferiu o título de primeira estrela da canção popular brasileira na era da TV. Enquanto outras cantoras contemporâneas como Maria Bethânia haviam se especializado e surgido em teatros, ela deu preferência aos rádios e televisões.

 Seus primeiros discos, iniciando com Viva a Brotolândia (1961), refletem o momento em que transferiu-se do Rio Grande do Sul ao Rio de Janeiro, e que teve exigências de mercado e mídia. Transferindo-se para São Paulo em 1964, onde ficaria até sua morte, logrou sucesso com os espetáculos do Fino da Bossa e encontrou uma cidade efervescente onde conseguiria realizar seus planos artísticos. Em 1967, casou-se com Ronaldo Bôscoli, diretor do Fino da Bossa, com quem teve  João Marcelo Bôscoli.

Elis Regina aventurou-se por muitos gêneros; da MPB, passando pela bossa nova, o samba, o rock ao jazz. Interpretando canções como "Madalena", "Como Nossos Pais", "O Bêbado e a Equilibrista" (Assista vídeo), "Querelas do Brasil", que ainda continuam famosas e memoráveis, registrou momentos de felicidade, amor, tristeza, patriotismo e ditadura militar no país. Ao longo de toda sua carreira, cantou canções de músicos até então pouco conhecidos, como Milton Nascimento, Ivan Lins, Renato Teixeira, Aldir Blanc, João Bosco, ajudando a lançá-los e a divulgar suas obras, impulsionando-os no cenário musical brasileiro.

Entre outras parcerias, é célebre os duetos que teve com Jair Rodrigues, Tom Jobim, Simonal, Rita Lee, Chico Buarque — que quase foi lançado por ela não fosse Nara Leão ter o gravado antes — e, por fim, seu segundo marido, o pianista César Camargo Mariano, com quem teve os filhos Pedro Mariano e Maria Rita. Mariano também ajudou-a a arranjar muitas músicas antigas e dar novas roupagens a elas, como com "É Com Esse Que Eu Vou".

Sua presença artística mais memorável talvez esteja registrada nos álbuns Em Pleno Verão (1970), Elis & Tom (1974), Falso Brilhante (1976), Transversal do Tempo (1978), Saudade do Brasil (1980) e Elis. Ela foi a primeira pessoa a inscrever a própria voz como se fosse um instrumento, na Ordem dos Músicos do Brasil. Elis Regina morreu precocemente em 1982, com apenas 36 anos, deixando uma vasta obra na música popular brasileira. Embora haja controvérsias e contestações, os exames comprovaram que havia morrido por conta de altas doses de cocaína e bebidas alcoólicas, e o fato chocou profundamente o país na época

 "Neste país só duas cantam: Gal e eu".   — Declaração da cantora com a qual concordo plenamente. Ainda considero-as as melhores.