quarta-feira, 29 de março de 2017

Grupo Sertanília lança segundo disco com show em Feira de Santana



No próximo dia 1º de abril de 2017, o grupo Sertanília faz show em Feira de Santana para lançar seu segundo disco. Intitulado “Gratia”, o álbum foi contemplado pelo edital Natura Musical, e conta com 14 faixas, sendo 09 delas autorais. Com Gratia, o Sertanília se aprofunda em sua viagem ao universo do sertão antigo, iniciada em seu primeiro trabalho, Ancestral (2012). O álbum está disponível em streaming no portal Natura Musical (www.naturamusical.com.br).

Pautado na tradição da folia de reis do Alto Sertão baiano (sudoeste do estado), manifestação que guarda contornos medievais devido ao isolamento da região, nesse novo disco o grupo segue na busca de sua sonoridade mesclando os elementos da tradição com a linguagem da música pop contemporânea.

Borega Melo , do grupo Matita Perê lança CD em Feira hoje




Tinha sido um ano difícil para a Tribuna Feirense, assim, nos reunimos para uma confraternização de fim de ano: equipe e nosso fundador Valdomiro Silva. Duas presenças eram novidades: Atila, meu filho, que estando na cidade me acompanhou e Borega, nosso chargista, que se desbancou das bandas de Salvador, para o encontro. Uma das raras oportunidades em que pode vir. Umas doses mais tarde – não se pode negar- o espírito mais leve das tensões que a crise anunciava, meu filho pegou o violão. E, assim, presentes os raros- o violão, o destino e Borega- tudo teve início. Ele tocou uma música que falava de um andarilho no universo de minha memória- sertão- depois outra na mesma toada e sentimento- carro de boi- que encantou a todos e a mim de forma particular, pela rara beleza.

Moradores da sede apontam suas demandas em audiência pública


A Secretaria de Planejamento deu continuidade às audiências públicas, nesta quarta-feira, 29, para elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e o Projeto de Lei do Plano Plurianual (PPA). O encontro com os moradores acontece no auditório da Secretaria Municipal de Saúde.
 
Nesta manhã participaram da audiência os moradores da região administrativa I. Já no período da tarde será a vez dos moradores da região administrativa II participarem da audiência pública opinando sobre as necessidades de investimentos públicos nas mais diversas áreas de atuação do Governo Municipal.

terça-feira, 28 de março de 2017

Circula Beco promove ações culturais em Tanquinho



Depois da ótima repercussão das atividades realizadas em Santa Bárbara, o projeto Circula Beco chega à cidade de Tanquinho esta semana. Serão realizadas oficinas gratuitas de Pulverografia e Grafitti entre a quinta-feira (30 de março) e a terça-feira (4 de abril), coordenadas pelos artistas visuais Márcio Punk e Kbça. 

As apresentações musicais estão agendadas para o domingo (2), a partir das 10 horas, no Parque Santo Antônio, mesmo espaço onde serão facilitadas as oficinas de arte. O reggaeman Gilsam, a cantora Venus Carvalho e o cantor Marcos Heyna (com o projeto Baianíssimos) e Arani (atração local), vão animar o público.

Também haverá exposições de diversas tendências das artes plásticas e do artesanato produzido no Portal do Sertão. Teremos ainda a apresentação do grupo de capoeira Cadenciante.

Matita Perê vai lançar Reino dos Encourados



Um tributo a Feira de Santana e à cultura nordestina inspirado na obra do artista feirense Giberval Melo (1939-2006). É assim o Reino dos Encourados, primeiro álbum oficial do grupo Matita Perê, que tem apoio da Tribuna Feirense e lançamento previsto para o final deste mês.

O Reino dos Encourados faz referência aos ritmos de grande apreço do nordestino e também a Feira de Santana, cidade apelidada de Portal do Sertão e antigamente conhecida como Santana dos Olhos d’Água, por conta das lagoas que abasteciam tropeiros e boiadas nas jornadas entre o Recôncavo e o Sertão.

O Matita Perê é formado pelos músicos e compositores Borega (também chargista), Luciano Aguiar e Rafael Galeffi. O Reino dos Encourados já nasce premiado. A faixa Baião Bachiado, de Borega, foi vencedora do Festival da Educadora FM 2016, como Melhor Música Instrumental.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Prefeitura de Feira de Santana reutiliza material em boas condições para novas obras



Manilhas, paralelepípedos, areia. Com foco na economia, a Prefeitura de Feira de Santana está reutilizando material retirado locais onde faz uma obra para ser usado em outras frentes de serviços. Nada se perde. Tudo vem sendo transportado, armazenado, passa por controle de qualidade e volta a ser usado.

Algumas ruas estão sendo pavimentadas com paralelepípedos retirados das áreas onde foi construída a primeira trincheira, entre as avenidas Getúlio Vargas e Maria Quitéria, e da outra que está em construção, no cruzamento entre a Presidente Dutra e a João Durval Carneiro.

Chimpanzomem



            Divulgaram a descoberta de que Stalin, aquele “primor” de ser humano, fez experiências com seres humanos na tentativa de, sabe lá Deus pra que, criar um hibrido de homem e chimpanzé. Seria o Chimpanzomem. É claro que as experiências fracassaram. Mas eu fico pensando se essas criaturas bizarras que vivem dizendo que viram (chupa-cabra, lobisomem, ETs, etc.) não são frutos de experiências do tipo que Stalin fez que continuam zanzando por aí. Mas, o que me deixa apreensivo mesmo é que, com a divulgação dessa notícia, alguns líderes do mundo atual resolvam retomar tais experiências, porque, com mais tecnologia e absoluta falta de moral e ética, venham a ser bem sucedidos. Livrai-nos Senhor de tamanha maldade!

Greves na UEFS
            Em conversa com um antigo professor da UEFS, que ainda guarda fumaças e ética e responsabilidade, ele me dizia que as sucessivas greves na UEFS e nas demais Universidades estaduais e federais, seguem um calendário pré-estabelecido. Esse ano, segundo ele, teremos em breve mais duas greves, sendo uma dos professores e outra dos vigilantes. Depois elas podem se repetir ou então teremos mais greves de empresas terceirizadas. Ele nem precisava me dizer, pois, há tempos percebo e falo sobre isso.

sábado, 25 de março de 2017

Cortejo cultural marcará Dia Mundial do Teatro e Dia Nacional do Circo em Feira


A próxima segunda-feira, 27 de março, é o Dia Nacional do Circo e o Dia Mundial do Teatro. A data será celebrada em Feira de Santana com uma programação especial voltada para ambas vertentes artísticas. Uma caminhada sairá do Mercado de Arte Popular, às 9h, com destino ao Estacionamento da Prefeitura, onde será montado um palco para apresentações. 
 
A iniciativa é da Fundação Municipal de Telecomunicações, Tecnologia da Informação e Cultura, Egberto Tavares Costa. Partiparão do cortejo diversos grupos artísticos e culturais, com  palhaços, trapezistas, perna-de-pau, malabaristas, transformando a cidade em um verdadeiro circo a céu aberto. No palco fixo se apresentarão espetáculos de alunos das oficinas de teatro do Projeto Arte de Viver. 

Vem aí a 7ª Mostra SESC de Artes Aldeia Olhos D’Água



 O Serviço Social do Comércio (Sesc), uma das grandes empresas fomentadoras de arte e cultura no Brasil, promoverá em Feira de Santana a sétima edição da Mostra Sesc de Artes Aldeia Olhos D’Água, cuja missão é contemplar a comunidade feirense com espetáculos artísticos de alta qualidade. O evento será realizado de 01 a 08 de abril, com atrações locais, regionais e de outros estados, abrangendo várias linguagens e integrando a primeira etapa do Festival Palco Giratório na cidade.

Nesse espírito, a 7ª Mostra Sesc de Artes Aldeia Olhos D’Água oferece:

Teatro: com os espetáculos Abrazo (Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare / RN); A Dor do Homem (Cia Pé na Terra e A+ / BA); Matraga (Conto em Cena / Feira de Santana); O Quadro de Todos Juntos (Cia Pigmalião Escultura que Mexe / MG); Histórias Musicadas e Oficina Contação de Histórias (Neide Kocca / Feira de Santana);

Música: shows do Sarau de Quintal (Feira de Santana) e da Banda Embalagem Acústica (Feira de Santana);

sexta-feira, 24 de março de 2017

Por que o Bolsa Família é mais polêmico que as pensões militares?


Tim Vickery

As minhas enteadas têm uma amiga cuja mãe era médica no Exército, com patente de coronel. Ela parou de trabalhar cedo e ganha uma aposentadoria muito generosa, que depois de seu falecimento vai passar para a filha.
Sempre achei isso inacreditável. Parece um privilégio além das condições do país, mas que com certeza demonstra o reconhecimento da importância estratégica das Forças Armadas para a governabilidade.
Surpreende-me que pagamentos assim não sejam mais polêmicos no debate doméstico. Cheguei à conclusão de que a noção de hierarquia tem raízes tão profundas por aqui que um privilégio como esse, praticamente um "suborno legal", pareça algo dentro da normalidade.